sábado, fevereiro 11, 2012

Porque existe...

Caros amigos e comentadores

Há dúvidas e questões que por serem tão óbvias, no meu entender, não merecem explicações muito extensas, por isso e para aqueles que têm levantado, via email, dúvidas acerca das escolhas que se fazem neste Blogue (re) publico um texto de 30 de Junho de 2006, sobre o mesmo assunto.








Imagem retirada da internet


O nascimento de um blogue não tem forçosamente de ter um pressuposto…
Ele acontece pela vontade de partilhar conhecimentos, sejam de que espécie for, dentro das aptidões de cada um.
A propósito disto e, como não sou pessoa de virar a cara a nada e muito menos a ultrajes, deixei arrefecer em mim, a vontade de responder de imediato, a provocações que tem sido sujeita a autora deste espaço.
Não me move qualquer tipo de protagonismo, muito menos qualquer interesse comercial na divulgação deste ou daquele blogue que aqui referencio, mas sim o aperfeiçoamento do meu próprio conhecimento e a partilha daquilo que vou encontrando ao longo dos meus passeio, neste mundo blogosférico.
Exceptuando aqueles que tiveram acesso directo a um conhecimento pessoal, poucos são os bloguistas que me associam a qualquer outro blogue que, a nível pessoal, eu seja detentora. Nada neste blogue referencia quem é o seu autor, exceptuando os textos de blogues que me dão a permissão e honra, de aqui me deixarem colocar os seus escritos.
E faço-o, porque mais do que escrever, ler e partilhar esses blogues, é a minha verdadeira prioridade.
Como já referi anteriormente neste blogue, este foi um projecto individual, que nasceu da MINHA vontade de dar a conhecer aquilo que, no meu entender, se escreve de melhor e em língua portuguesa, na blogosfera.
Por vezes, perco-me na infindável lista de favoritos, tantos são aqueles que convosco gostaria de partilhar. Mas a seu tempo, o farei.
Posto isto, e com a serenidade que a maturidade e os anos já me oferecem, gostaria de uma vez por todas, acabassem com as dúvidas sobre a existência e escolhas que aqui se fazem. Elas fazem-se, por mero amor à palavra que me oferecem a ler, venham de quem vier, independentemente do sexo e da idade.
E o tipo de calendarização prende-se, unicamente, por oportunidade de postagem. Nada mais.
Finalizando, quero fazer um agradecimento a todos os que me deram a oportunidade de partilhar aqui as suas obras, porque são a razão da existência deste Blogue.

Obrigada.

15 comentários:

Ana Sobral disse...

Infelizmente este mundo é feito de egoismo e outros semtimentos mesquinhos, quando aparece pessoas como tu que dão sem esperar receber nada em troca, essas pessoas desconfiam.
Vai em frente porque aquilo que fazes é nobre e só revela a tua sensivel personalidade. Nós é que temos que te agradecer a dádiva e as referências que aqui fazes, porque sem elas, muitos de nós incluindo eu desconheciamos por completo alguns blogs que nos dás a conhecer.
beijito menina maravilhosa
Ana

amita disse...

Este espaço a que te dedicas somente por amor à Poesia da blogosfera, é um trabalho digno de louvor e de ser respeitado por todos. Através de ti conhecemos belíssimos poetas que nos passariam despercebidos tão imenso é este mundo. Imagino o trabalho árduo que tens, não só na escolha dos poemas como na da imagem, apresentação e música. Todos nós, tendo ou não sido já incluídos neste espaço, te devemos muito pela partilha desinteressada que nos ofereces.
Bem Hajas e continua com este maravilhoso trabalho.
Se falam é porque te lêem e te gostam.
Um bjo e uma flor

Peter disse...

Estou inteiramente de acordo contigo.
Tenho já há uns anos um blog colectivo, onde por vezes entra, ou sai um elemento. Dois mantêm-se desde a primeira hora.

Tenho outro blog que é só meu e que eu considero como se fosse "o meu diário", onde publico poesia que leio, de que gosto e que, de um modo ou outro, me diz algo.
Não respondo aos comentários, porque não é um "blog", é um "diário", como acima disse.

Quanto ao resto:

"je m'en fiche"

Joe Nunes disse...

No coração dos egoistas não existe a palavra partilha nem solidariedade.
A grandeza do teu leva-te a partilhar tudo o que descobres à tua volta. Admiro-te por isso!!!
Em frente é o caminho, que não te detenham as pedras que encontras na calçada
Cpm e um abraço amigo do
J.N.

Áurea disse...

Muito obrigada Poesia, pela partilha de outros poetas e poesias inseridos noutros blogs... Gosto imenso de aqui vir, pelo bem estar que me transmite, a leitura dos poemas conjugadas com imagens lindas e música melodiosa!
Um ramo de rosas e lírios para a Poesia

Claudinha disse...

Parabéns pela vossa grande vitória. eu tou triste. o Brasil veio embora...
Beijitos da Claudinha

Anónimo disse...

De vez em quando tentam dar-te nas orelhas ... já estás habituada e tens cabedal para aguentares!!!!
No país das pequenas cabeças não é fácil fazerem-se as coisas só por gosto...

b

Anónimo disse...

tanta gente que aqui comenta e agora ninhuém aparece!!!!! tanta hipocresia k há neste mundo!!!
tens a minha admiração, porque pouca gente teria tanto trabalho em divulgar os outros; não sei se tambem escreves e é pena se o fazes não o mostrares aqui, mas admiro-to, sejas quem fores!!!!

Angela

lena disse...

Poesia, dou-te os parabéns, sim porque por aqui chego a muitos blogs que desconheço e aproveito para ler a excelente poesia que há realmente na blosfera, o teu trabalho é de louvar e como sempre a minha admiração, pelas excelentes partilhas, "desencantas" poesia maravilhosa e sempre com muito bom gosto

o meu beijo

lena

Manel do Montado disse...

Tenho andado arredio porque a vida não é como a queremos e ao procurar um pouco daquele tónico que este e outros espaços me dão ao fim do trabalho, quer seja ao fim do dia ou ao fim da noite, dou de caras com uma quase explicação de conteúdos.
Não faltava mais nada! – Então agora há que dar satisfações e enchimentos de ego, por que publicas mais daquele do que do meu?
Este espaço é de excelência e quem o detém não precisa de demonstrar a partilha do que faz, quer seja obra própria, quer de terceiros, portanto redimam-se nas palavras, coíbam-se nos lamentos porque o que aqui se produz é de vontade própria e não manietada.
Bem hajas por ser assim e quem não gosta que não compareça.
Tal tá a moenga!

Passeando no Parque disse...

Estava passeando por aqui e me detive nesta mensagem: mas à cada cara que tem um blá-blá-blá mais desnorteado!! Não liga e vá postando aqui aquela poesia que fazem de meus passeios uma verdadeira delícia.
Beijão pra vc

helena disse...

Poesia (só assim te posso nomear)
Fui percorrendo o teu blog, e cheguei a este post.
Não entendo o que se possa dizer contra o teu trabalho de partilha e divulgação do que gostas nesta blogosfera imensa.
É um trabalho isento e meritório!
Só mentes egoistas e doentias não percebem o que aqui se passa.
Recebe o meu beijo de apoio incondicional

Princesa disse...

Minha querida Poesia,
Vim deixar-te um beijo, agradeço a tua passagem nos espelhos e os meus sinceros parabens pelo trabalho aqui desenvolvido.
De presente de aniversário, deixo-te a chave e uma porta aberta para que colhas nos meus espelhos todos os textos que sejam do teu agrado.
A partir do momento em que os coloco no meu blog, deixam de ser meus, passam a ser de quem os gostar de ler!

De lá podes levar tudo o que quiseres, e com um beijo meu em forma de selo postal!

Enorme abraço e parabens, querida!
Princesa

Amita disse...

Olá
Não compreendo como, após tantos anos de existência deste excelente blog, ainda se continuam a levantar questões.
Reitero o que disse em 2006.
bji e flor

Anónimo disse...

Rosaflor

Querida, antes não percebia de poesia pela imaturidade da idade. Hoje sou grande apreciadora das palavras nela contida, porque muitos, como eu, sentiram uma vez na sua breve existencia neste mundo um pouco de alegria e tristeza, medo e dúvidas, amor e abandono, consciencia política ou simplesmente inspiração para deixar um pouquinho de pensamentos e sentimentos que nos tocam e enobrecem... viva todos os poetas e felicidades para si..