sexta-feira, outubro 27, 2006

Tingida de noite...


Imagem autor desconhecido



Tingida de noite tropeçaste em mim,
triturada pela desilusão de uma dança.
Tango Argentino decorei nas tuas ancas e seios,
tatuado de tempo e vontade indiferente.

Tua voz silenciosa envolveu-me sem avisar,
telepática e inigualável, oscilou o meu mundo.
Temperaturas mortas te gelavam as mãos,
tocaste-me com o suspiro de vida que escondias.

Toxinas conquistadoras te colonizavam,
tumores possessivos de momentos vividos.
Tela alheia de fantasias cúmplices,
textura ardente em sopro oscilante.

Trovoadas pincelámos em ecos pintados,
tormentas apaziguamos e enchemos de nada.
Torneios de vendavais e calmarias nos embriagam,
tentações da vida, essa ilusionista infinita e perfeita.

Traí o rótulo do amor que se deseja cego,
testemunha fui de que te amei com um olhar.


(Poema do Dilbert)

15 comentários:

Isabel Magalhães disse...

"testemunha fui de que te amei com um olhar."


de uma beleza infinita!




deixo um abraço.
I.

Passeando no Parque disse...

A imagem é otima!!!

Gostei desta parte aqui:

Tango Argentino decorei nas tuas ancas e seios,
Beijão

Michakurika disse...

Não paras de me surpeender! Belíssimo!!!!

Continua para deleite de todos os teus amigos e também para quantos visitam o teu blog.
Beijinhos,
Micha

Heloisa B.P disse...

"Trovoadas pincelámos em ecos pintados,
tormentas apaziguamos e enchemos de nada.
Torneios de vendavais e calmarias nos embriagam,
tentações da vida, essa ilusionista infinita e perfeita.

Traí o rótulo do amor que se deseja cego,
testemunha fui de que te amei com um olhar."
****************************
**********OUTRO *POEMA* LINDISSIMO!
*TUDO* O QUE ATE' AQUI LI E VI E' FRANCAMENTE, EXCELENTE!!!!
_estou com alguma dificuldade em sair daqui pois me apetecia LER TUDO*! Mas... "devagar se vai ao longe".. ja' minha AVO' dizia e parece que a "AVO' DELA" TAMBEM!!!!!
_VOLTAREI!
renovo meus AGRADECIMENTOS pela SUA AMAVEL visita a meu modesto canto de conversas!!!!
SAUDACOES AMIGAS!
Heloisa B.P.
***************

Leonoretta disse...

o teu bom gosto na imagem e o teu talento no jogo de palavras... indiscutivel.

beijinhos da leonoreta

Sulista disse...

beeeeeeeeeeeeeeeem...amiga,
que espectáculo!...de conjugação de imagem, música e escrita!!!!

meus parabêns :-)
Vou enviar a amigos para cá virem ver isto ;-)


ps- já lá temnho o teu logo...ehehehhe

beijinho Grande!

Claudinha disse...

A imagem é espetacular!!!
Conjuga na prefeição com o poema. Parabéns na escolha!!
Beijocassss da Claudinha

In Loko disse...

Bailado de palavras e sensações excelente, em idioma universal! Abraço

Fernando Marques disse...

O teu blogue é uma lufada de juventude. Continua que serei (também) cúmplice destes sopros de vida (quase) eterna. Porque poéticos.

Paula Raposo disse...

Um poema fantástico!!! Beijos.

Pink disse...

Poema belíssimo e forte que adorei. Gsotei também especialmente do fundo musical. Podes dizer-me que peça é?

Um beijo

ConchitaMachado disse...

O Poema do Dilbert... adorei!

Perfeita sintonia com a imagem!
Belíssimo fundo musical!

ABRAÇO

Dilbert disse...

Espectacular a imagem.
Obrigado por teres Postado aqui no teu cantinho o poema :)
Jokas
Nota: tenho estado sem net :S

Tulipa Negra disse...

Um conjunto de grande beleza e harmonia: imagem + poema.
Bjs

Beatriz disse...

Hum, delicioso mesmo!!
E esta música é um sonho também.
Estão aqui Posts belíssimos, hoje vou navegar por estas bandas.
Bjs