quinta-feira, novembro 16, 2006

Poesia em fuga...


Imagem de F. Agell


A poesia perdeu-se nos labirintos da emoção,
escapou por alamedas nubladas de dor...
Horizontes tristes tresmalhados do coração
que envergam a nostalgia de um amor.

Onde estão as flores que despontavam
nas alamedas secretas dos sonhos,
aromas de infinito que embalavam
auroras enamoradas, pensamentos risonhos?

Ó poesia que fugiste nas asas do vento...
Levaste contigo os lírios de ternura
que esculpiam estrelas no firmamento!

Agora imersa estou num vazio de tortura...
Tudo em mim é angústia e lamento...
Sou um jardim sem flores... em amargura.


(Poema da *Fanny* in Simplesmente Murmúrios...)

20 comentários:

☆Fanny☆ disse...

Agradável surpresa em teres seleccionado este meu poema... um poema que nasceu num momento em que eu julgava abandonar a poesia.

Mas há sempre algo mais forte que me prende a este mundo das palavras e de sentimentos.

Na verdade foi um dueto que fiz com um outro poeta...algo que nem sempre sabemos controlar...

E assim nascem as poesias... crescem nas ondas da emoção.

E assim vou soltando os meus murmúrios que ganham asas e se espalham pelo mundo...e pelas estrelas.

Faz bem à alma!

;-)

Obrigada por estes instantes mágicos que proporcionas aos leitores divulgando a POESIA PORTUGUESA!

Um abraço de estrelinhas com muito carinho*

Fanny

☆Fanny☆ disse...

Deixa-me só acrescentar que AMEI a imagem! Linda e perfeitamente enquadrada com o poema e com o meu estado de ser.

Amo o mar...e esta figura feminina podia ser eu...tantas vezes me detenho frente ao mar conversando com ele...enfim...mistérios [in]explicáveis.

Recebe outro abracinho de estrelas com muito carinho e admiração*

Fanny

Anónimo disse...

Uma pequena maravilha e como diz a próppria autora a imagem é um espanto. Tenho vindo a ler esta página com bastante interesse, para além de que ouso dizer até, que gabo o/a/ autot/a da página pelo verdadeiro trabalho de pesquisa que faz. E de borla! Dá a conhecer tanta gente de uma forma admirável.
Parabéns Fanny por mais este poema

Abraços
Viktor

João Filipe Ferreira disse...

adorei descobrir o teu blog:)
gostei imenso..tens um DOM.. cada post esta simplesmente maravilhoso:)
muitos beijinhos e muitos parabens por tremenda beleza:)

© Piedade Araújo Sol disse...

Nao gosto de me repetir, mas, tem que ser.

Mais uma bela escolha, com uma foto fabulosa a acompanhar.PArabéns à autora.

Lembrei-me de um poema meu intitulado "A minha Poesia".

Beijo

asn disse...

Grato pela visita ao "dispersamente" a propósito do poeta Acácio de Paiva e do destaque que a "meninamarota" lhe fez no seu blog.
Quantos poetas não temos nós em Portugal!
Quanta poesia não se está a revelar através da blogosfera!
Sabem que há uma editora em Leiria que tem uma colecção "50 Poemas" aberta à participação de todos?
Um abraço
António

Jofre Alves disse...

Passei para desejar óptimo fim-de-semana e apreciar esta interessante página, onde impera a qualidade e bom gosto.

Peter disse...

Visitando e lendo ...
O blog continua nos links.

Bom fds

Bia disse...

Bela poesia...
e quando a poesia da vida se perde, perde-se tudo até as flores do nosso jardim...
beijinho e bom fim de semana

Isabel-F. disse...

Simplesmente gostei.

Bom sábado
Bj

Pink disse...

Muito bonito este soneto que nos fala de uma poesia fugitiva e a dor do(a) poeta ao senti-lo. Muito bela também a ilustração.

Um beijo e bom fds

Poemas de amor e dor disse...

Simplesmente magnífico! Lindo!
Ou como dizia o meu neto até rima e tem sonoridade
Aqui sim há mesmo poesia.
Um abraço para todos vós
Rogério

pintoribeiro disse...

Boa tarde.

Os professores não querem trabalhar e ensinar, ( porque educar compete à família,

abraços,

{{coral}} disse...

Excelente poema!
A poesia escolhida para esta página,sem dúvida é brilhante.
Adorei o poema da Fanny.
Boa semana de trabalho.

{{coral}}

Paula Raposo disse...

Lindíssimo!! Muito.Beijos.

DIGNIDADE disse...

Olá!
Mais um bonito poema escolhido e perfeitamente enquadrado com a imagem...parabéns pelo bom gosto!
Ainda bem que "A poesia não está em fuga" nem os inúmeros poetas que a sentem e escrevem...só espero que este blog nunca "fuja" para longe de nós!
Obrigada por todos os momentos de beleza que me proporcionas.
Um bj!

gaivotadaria disse...

A poesia não fugiu pois se ela está bem aconchegada às palavras da Fanny! Estive no blogue dela a quem dou os meus parabéns, assim como os repito a todos os poetas que foram motivo dos teus posts desde Outubro já que, só agora, atrasada, venho aqui por em dia a minha leitura no teu espaço como sempre cheio de boas escolhas.

Anónimo disse...

A Fanny foi das minhas primeiras leituras por aqui...desapareceu, voltou cheia de garra!
Continua uma inspiração para quem a lê! Opoema que é apresentado mostra o lado sentido dos seus sentimentos, que são lndos, mas coomo qualquer ser humano, por vezes tem as suas quebras, nostalgias... mas nas entrelinhas denota uma grande força de viver... um beijinho para ela e para a Poesia Portuguesa.

DE PROPOSITO disse...

Poesia, uma forma de sonhar, de transmitir ternura.
Fica bem.
Manuel

Anónimo disse...

pues lo que pienso qs que esta es una forma de transmitir lo que sentmos , lo que pensamos y que remoos hacer. yo con estas cosas me relajo de todos los problemas que tengo con mi pareja.