segunda-feira, novembro 27, 2006

Trovas Soltas


Pintura de Nela Vicente

A Vida é luta infindável
que todos querem ganhar;
mas vencer é improvável,
por isso, é aconselhável
com perspicácia jogar.

Muitos houve que trilharam
caminhos de perdição;
outros que desesperaram,
corpo e alma destroçaram,
por obter libertação.

Tenho sede de Absoluto
e ânsia de Perfeição…
Eu sou diamante em bruto
que sonha a cada minuto
na sua lapidação.

Se dizem que ele houve um Deus
que de Si me copiou,
rasgarei da noite os véus
e indagarei dos céus
se esse Ser me originou.

Se é loucura querer saber
e pecado querer amar,
pecadora quero ser
e, alienada, sofrer
escárnio da gente vulgar.

Procuro fazer crescer
o pouco que tive em sorte;
quero amar, rir e sofrer
− pois não é por não viver
que terei perdão da Morte.



(Poema da Aspásia in O Jardim de Aspásia)

16 comentários:

rouxinol de Bernardim disse...

Simplesmente... lapidar!

Joe Nunes disse...

[[Se é loucura querer saber
e pecado querer amar,
pecadora quero ser
e, alienada, sofrer
escárnio da gente vulgar.

Procuro fazer crescer
o pouco que tive em sorte;
quero amar, rir e sofrer
− pois não é por não viver
que terei perdão da Morte.]]

Fantástico! E o meu sorriso abriu-se perante esta verdade.
Continuam excelentes as tuas escolhas!!
Cptos do J. N.

Josefa Pacheca Pereira disse...

Bom dia. Gostei.

pintoribeiro disse...

Bom dia, abraço,

Claudinha disse...

Se é loucura querer saber
e pecado querer amar,
pecadora quero ser
e, alienada, sofrer
escárnio da gente vulgar.
-----------------------------------

e é mesmo assim. parabéns à autora por esta memoravel poesia.
Beijossss da Claudinha

Anónimo disse...

venho agradecer a tua simpatia, mas queria dizer-te que em tempos conheci este homem num jantar, não era uma pessoa facil com quem estar, tinha mesmo prazer de ser do contra e gozava com tudo o que lhe era adverso, quebrou todas as barreiras, e assim morreu um homem sem medo de dizer o que lhe ia na alma mas não amado. sofialisboa

Passeando no Parque disse...

Mas que belo! E a imagem um jardim florido!! Amei!!
Beijão pra vc's

DE PROPOSITO disse...

'A vida é luta infindável'
Luta que termina, quando terminar a vida. É a propria lei da vida.
Fica bem.
Manuel

Sulista disse...

com saudades deste 'cantinho'
passei aqui a deixar um
beijinho :-)

ps-bonito post e música, como sempre ;-)

Anónimo disse...

**Se dizem que ele houve um Deus
que de Si me copiou,
rasgarei da noite os véus
e indagarei dos céus
se esse Ser me originou.**

muito gosto de pasar por aqui!!esse tei jeito de arranjares poesias com que me identifico tanto!! já regressei de férias. foram poucas mais excelentes!!
vou agora visitar as tuas casas e colocar a leitura em dia!
Beijocas fofas e ternurentas da Ana Sobral :-)))))

pintoribeiro disse...

Bom dia, abraço,.

Vera disse...

Adorei descobrir este espaço maravilhoso, cheio de palavras mágicas!
Beijinhos!

asminhasbijuterias disse...

mais um poema lindo, bjs grandes

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Aspásia disse...

OLA

AGRADEÇO A ESCOLHA... ASSIM COMO AS PALAVRAS ELOGIOSAS DOS COMENTARISTAS.

BEIJINHOS PARA TODOS.

Amanda Yuki disse...

Adorei descobrir este espaço maravilhoso.
Cheio de poemas lindos!

Bjim!!!
=]