segunda-feira, novembro 27, 2006

Trovas Soltas


Pintura de Nela Vicente

A Vida é luta infindável
que todos querem ganhar;
mas vencer é improvável,
por isso, é aconselhável
com perspicácia jogar.

Muitos houve que trilharam
caminhos de perdição;
outros que desesperaram,
corpo e alma destroçaram,
por obter libertação.

Tenho sede de Absoluto
e ânsia de Perfeição…
Eu sou diamante em bruto
que sonha a cada minuto
na sua lapidação.

Se dizem que ele houve um Deus
que de Si me copiou,
rasgarei da noite os véus
e indagarei dos céus
se esse Ser me originou.

Se é loucura querer saber
e pecado querer amar,
pecadora quero ser
e, alienada, sofrer
escárnio da gente vulgar.

Procuro fazer crescer
o pouco que tive em sorte;
quero amar, rir e sofrer
− pois não é por não viver
que terei perdão da Morte.



(Poema da Aspásia in O Jardim de Aspásia)

16 comentários:

  1. [[Se é loucura querer saber
    e pecado querer amar,
    pecadora quero ser
    e, alienada, sofrer
    escárnio da gente vulgar.

    Procuro fazer crescer
    o pouco que tive em sorte;
    quero amar, rir e sofrer
    − pois não é por não viver
    que terei perdão da Morte.]]

    Fantástico! E o meu sorriso abriu-se perante esta verdade.
    Continuam excelentes as tuas escolhas!!
    Cptos do J. N.

    ResponderEliminar
  2. Se é loucura querer saber
    e pecado querer amar,
    pecadora quero ser
    e, alienada, sofrer
    escárnio da gente vulgar.
    -----------------------------------

    e é mesmo assim. parabéns à autora por esta memoravel poesia.
    Beijossss da Claudinha

    ResponderEliminar
  3. venho agradecer a tua simpatia, mas queria dizer-te que em tempos conheci este homem num jantar, não era uma pessoa facil com quem estar, tinha mesmo prazer de ser do contra e gozava com tudo o que lhe era adverso, quebrou todas as barreiras, e assim morreu um homem sem medo de dizer o que lhe ia na alma mas não amado. sofialisboa

    ResponderEliminar
  4. Mas que belo! E a imagem um jardim florido!! Amei!!
    Beijão pra vc's

    ResponderEliminar
  5. 'A vida é luta infindável'
    Luta que termina, quando terminar a vida. É a propria lei da vida.
    Fica bem.
    Manuel

    ResponderEliminar
  6. com saudades deste 'cantinho'
    passei aqui a deixar um
    beijinho :-)

    ps-bonito post e música, como sempre ;-)

    ResponderEliminar
  7. **Se dizem que ele houve um Deus
    que de Si me copiou,
    rasgarei da noite os véus
    e indagarei dos céus
    se esse Ser me originou.**

    muito gosto de pasar por aqui!!esse tei jeito de arranjares poesias com que me identifico tanto!! já regressei de férias. foram poucas mais excelentes!!
    vou agora visitar as tuas casas e colocar a leitura em dia!
    Beijocas fofas e ternurentas da Ana Sobral :-)))))

    ResponderEliminar
  8. Adorei descobrir este espaço maravilhoso, cheio de palavras mágicas!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  10. OLA

    AGRADEÇO A ESCOLHA... ASSIM COMO AS PALAVRAS ELOGIOSAS DOS COMENTARISTAS.

    BEIJINHOS PARA TODOS.

    ResponderEliminar
  11. Adorei descobrir este espaço maravilhoso.
    Cheio de poemas lindos!

    Bjim!!!
    =]

    ResponderEliminar