quarta-feira, janeiro 03, 2007

Sentimentos...

Confesso que queria oferecer-vos uma coisa diferente para a primeira postagem do Ano.
E aqui entra a alma de quem está por detrás desta página virtual. Por isso, trouxe-vos hoje as palavras de alguém que leio há muito tempo em silêncio, porque assim é exigido…


Óleo de Brita Seifert

Deus quis brincar com o mundo. Baralhou e tornou a dar.
Os anjos choraram a noite toda e o vento carregou as lágrimas que afogaram as copas das árvores. Nem uma só gota caiu nas terras sedentas. Os campos tornaram-se mais áridos e secos e as plantas morreram. Deus agarrou no mundo de pernas para o ar e fez o perto longe e o longe infinitamente distante. As estações perderam-se no caminho e só o Inverno sabe ficar. O frio instalou-se e arrancou pedaços do peito.
A fé quebrou-se.
Estilhaçou-se.
Deus espalhou as cartas ao vento e já não temos lugar. Dentro de nós há um buraco enorme que só nos lembra o vazio. Já não somos grãos de areia perdidos no deserto mas o próprio deserto. Nem uma gota caiu nas terras sedentas e os anjos choraram a noite toda.

Deus não ensinou aos anjos como parar de chorar.


[In Silêncios(Coisas de Lyra)]

16 comentários:

Acácio Simões disse...

lindo

Manel do Montado disse...

SO BER BO!
Sem mais...
Bj

Passo disse...

remetamo-nos ao silencio pois ...

Amaral disse...

Que bom que fizeste hoje, a começar o ano, trazeres Lyra ao nosso prazer de comentar...
Lyra fechou os comentários, mas eu continuo a ir lá. Que bom que é ler o último post que ela lá escreveu!...
Mas agora é esta "brincadeira de Deus" que importa comentar.
Só posso dizer que é tão profundo este texto que apetece "ser Deus" para entrar dentro da terna Lyra e enchê-la de beijos!

"Doce Lyra! Deixa-me afagar o teu rosto, secar as tuas lágrimas, aliviar o teu coração... porque, momentaneamente, deixaste de Me reconhecer!... Eu estou aqui, contigo! Sempre estive! Eu ensinei também os anjos a chorar, não te lembras?... Aconchega o teu corpo ao Meu e fica tranquila! Todos vós são miniaturas de Mim! Nunca vos abandonarei, vais poder lembrar-te disso!... Tá???..."

Anónimo disse...

Um momento arrepiante de tão intimista ser! A musica as palavras a imagem tudo se conjuga numa perfeita harmonia! Um momento a não esquecer e que mostra a quem aqui está - a alma de quem está por detrás desta página virtual - e que GRANDE ALMA se nos revela cada vez mais!!
Cpmtos do J.N e um óptimo ano

Seila disse...

belíssimo texto. obrigada. Um feliz 2007 e parabéns pelos dois anos por aqui.

Vera Carvalho disse...

Mas que bela coletânea de poesia aqui encontrei!! Parabéns para quem está desse lado pela óptima recolha e pela sensibilidade e tranquilidade que nos transmite.
Um abraço
Vera Carvalho

Paula Raposo disse...

Bonito texto este. Obrigada por mo teres dado a ler, aqui. Beijos.

Thiago Forrest Gump disse...

Para mim, um texto forte e pesado. Carregado de emoções.

Belíssimo!

Anónimo disse...

Vim conhecer.

Passeando no Parque disse...

Mais uma excelente escolha. a pintura é fabulosa!! Parabéns a ambos
Beijão em vc

Inexitah disse...

muito bonito mesmo!

lyra disse...

abraço.

singularidade disse...

Olá,
Simplesmente belo!

Beijinhos


singularidade

Anónimo disse...

"...a alma de quem está por detrás desta página".

Assim inicias este ano com mais uma linda prosa, onde os teus verdadeiros sentimentos... a tua alma, é-nos transmitidos.

Obrigado por mais um texto maravilhoso(que nos obriga a refletir e que bem o merece...)

Tudo de bom para ti, mas mesmo "tudo de bom".

Do Amigo "Montanheiro"

Entre linhas... disse...

Num email k uma amiga minha me enviou, encontrei o link do seu blog,como o adorei, é de uma sensibilidade extrema ,não consegui ficar indiferente, parabéns.

Tb tenho um space,embora um pouco diferente,mais simples que o seu,mas no entanto se quizer dar uma dar uma olhada e comentar está á vontade.

Continue com o seu magnífico trabalho(blog).

Jinhus Zita