segunda-feira, fevereiro 05, 2007

Mudança...


Imagem de autor desconhecido



Mudei o sopro do vento,
Sopra agora para sul,
Mudei a cor do céu,
Está pintada em tons de azul.

Mudei o cheiro das flores,
Têm agora novo perfume.
Mudei o coração dos homens
Que emanavam azedume.

Mudei o meu olhar sobre o mundo,
Ganhei força e nova vida.
Mudei a minha forma de ver,
Esqueci e fui esquecida.

Mudei o meu coração
E decidi de novo amar
Mudei o que de pior tinha
E estou feliz só por mudar.



(Poema de Vera Silva in Palavras Soltas)

18 comentários:

  1. acabei por ler o blog td desta menina e adorei...sem duvida que escreve com paixao...

    ResponderEliminar
  2. Olá!
    Vim-te agradecer esta "homenagem".
    Sim, porque se gostaste do poema e o colocaste aqui, para mim é uma homenagem. Obrigada!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. presenteias-nos com maravilhas, estive a ler as tuas últimas partilhas e tocaram-me bastante

    deslumbrei-me com tanta qualidade, prendo-me a cada verso, sinto-os dentro de mim, abraço os poemas e as palavras dançam ao som de uma doce melodia

    a vera escreve muito bem, já a tenho ido ler ao seu cantinho no meu silêncio habitual, saio de lá saciada de tanta beleza

    deixo como sempre um abraço, cheio de ternura e admiração que tenho por ti

    beijinhos

    lena

    ResponderEliminar
  4. Lindo poema!!!!
    Simples, directo.. e com muito conteúdo!

    um beijinho =^.^= tarina

    ResponderEliminar
  5. Lindo poema!!!!
    Simples, directo.. e com muito conteúdo!

    um beijinho =^.^= tarina

    ResponderEliminar
  6. Este poema é daqueles que nos enche o coração de esperança...

    "Mudei o meu olhar sobre o mundo..." e valeu a pena... "E estou feliz só por mudar"

    Os parabéns à autora e para ti... minha poeta, um beijo por esta escolha magnifica.

    Do amigo "Montanheiro"

    ResponderEliminar
  7. Se não for segredo, ensina-me como conseguuiste mudar tudo isso...

    ResponderEliminar
  8. Mudei o cheiro das flores,
    Têm agora novo perfume.
    Mudei o coração dos homens
    Que emanavam azedume.


    ainda bem!!! que encontres paz e luz no teu caminho
    Beijão
    Bruno

    ResponderEliminar
  9. 'MUDANÇA'
    Mudar é próprio do ser humano. E quando muda é sempre na esperança de que o que vem a seguir seja melhor, o que nem sempre acontece. Mas houve a alegria da esperança, que veio a culminar com a tristeza.
    Fica bem.
    Felicidades.
    Manuel

    ResponderEliminar
  10. Um poema interessante. Mudamos quando queremos. Beijos.

    ResponderEliminar
  11. è como me sinto neste momento...cada palavra abraça o meu estado de alma! Simplesmente...

    ResponderEliminar
  12. Um lindo poema da Vera!...


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Como era bom poder ser assim fácil mudar tudo na vida!! Belo poema de esperança
    jinhos carinhosos do Fábio

    ResponderEliminar
  14. Vera é tão uniforme quanto o mundo, força que beleza de poema, voltarei mais vezes...
    Conceição

    ResponderEliminar
  15. EXCELENTE, no Seu todo!
    Mas, destaco a ULTIMA ESTROFE!
    E... A PINTURA... UM ESPANTO!_Ja' a conhecia gostei de reve-LA!

    Heloisa.
    *********

    ResponderEliminar
  16. Sim, porque por vezes é necessário mudar...!

    ResponderEliminar
  17. Gostaria de solicitar a você uma cópia do poema mudança, adorei o mesmo e gostaria de solicitar para utiliza-lo como tema do Congresso Nacional da Juventude Popular Socialista, a qual sou Presidente.
    Grato pela atenção,subscrevo-me;
    Maiko Vieira
    PRESIDENTE JPS

    ResponderEliminar
  18. Desculpe-me, esqueci de deixar meu contato: maikovieira@hotmail.com
    Grato;
    Maiko Vieira
    PRESIDENTE JPS

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,