quinta-feira, maio 17, 2007

Sinfonia das espigas


Imagem de autor desconhecido



Espigas loiras da seara sazonada
são leves nuances da natureza.
Matizes de cintura adelgaçada
inebriantes loucuras de pureza.

Alvorada de doirada aurora
são mantilhas de rendas esvoaçadas.
Madrigal à espera da hora
em ondas de cristas adejadas.


(Poema de
Pepe Luigi)

12 comentários:

Isabel-F. disse...

este poema do Pepe é lindissimo...


bom fim de semana
bjs

Pepe Luigi disse...

Não considero o acto como um roubo. Antes pelo contrário, tenho agradecer o facto da escolha deste meu singelo poema e o terem casado com uma imagem adequadamente feliz.

Parabéns para este bonito blog.

Bom Fim de Semana
Pepe.

Luis Eme disse...

Belo "casamento" entre o poema e a imagem.

un dress disse...

:))) liNdo...

Thiago Forrest Gump disse...

Suave!

:)




Beijinhos

C:) disse...

Sempre a mesma sensibilidade, a mesma delicadeza de formas e de cores, a harmonia do verso, a sonoridade inefável da música, a busca constante do belo e da perfeição, características raras que tornam os teus blogs obrigatórios para inesquecíveis momentos de espiritualidade.

Bem hajas pelo muito que nos dás.
B'jinho
C:)

Maria Carvalho disse...

Gosto sempre do que o Pepe Luigi escreve. Este é muito bonito e a fotografia adequada. Beijos.

MARIA VALADAS disse...

Belissimo poema do Pepe!

Boa escolha a da Poesia Portuguesa...

E são nestes momentos que vou adiando...adiando...a partida...

Maria

TINTA PERMANENTE disse...

Uma canção de Estio perfeita!
Abraço!

p.s. - as imagens, como sempre, muito bem escolhidas!

Vieira Calado disse...

Obrigado pela sua visita ao meu site e pelas paavras.
O seu blog é bem bonito.
Um abraço

maria carvalhosa disse...

A imagem (de autor desconhecido) é, só por si, um lindíssimo poema.
o Pepe Luigi que não me leve a mal esta possível inversão, mas para a minha sensibilidade de hoje, aqui e agora, as suas palavras adequam-se-lhe muito bem.
Grande mérito da Poesia Portuguesa.
Parabéns e um abraço.

C disse...

Poema de singela sensibilidade.

Lindo, profundo, íntimo.

Obrigado.