quinta-feira, julho 12, 2007

Em tuas águas...


Pintura de Diji Scales


Em tuas águas navego
Em ti
resumo o périplo
da minha volta ao mundo.
Fora de ti,
não há saída ou rumo
É em ti
que me salvo
... ou que me afundo.
Propício Ancoradouro
amena Enseada
em ti fundeei minha jangada
em tuas águas balouça
o meu escaler.
Fora do teu Mar
eu não sou nada
sou peixe
que estrebucha na areia calcinada
da praia
... até morrer
Em ti criei raiz
Em ti habito
Em ti me reconheço
Em ti palpito
Em ti eu esmoreço
Em ti resisto
Em ti eu caio
Em ti eu me levanto
Em ti eu choro e rio
Em ti eu desisto e recomeço
Em ti eu vivo
... Em ti pereço.
É de ti
que me nutro.
Em ti mergulho
Tu és Partida e Meta
a Flecha e o Alvo.
Em ti se anula e esbate
o meu orgulho
É em ti que me perco
... ou que me salvo

(Poema de
António Melenas)



O meu especial agradecimento à
Sulista pela nova imagem (de Verão) do Profile deste Blogue…

11 comentários:

António Melenas disse...

Bom, sou o primeiro a comentar para te dizer que o meu poma fica muito bem no teu blogue, e mais a mais,a companhado por tão bela e refrescante foto e pela suavidade da música de fundo
bjo.

Sulista disse...

Ehehehehe....BeijOcas Grandes Amiga ;-)

MAis um porme lindo e uma pintura ainda melhor.

Anónimo disse...

poema, claro ;-)

SULISTA

rouxinol de Bernardim disse...

Parabéns Antonio Melenas!

Assim é que é poetar!

Entre linhas... disse...

Parabéns António pelo excelente poema, acompanhado com esta linda música.
Bom fim de semana
Bjs Zita

Lumife disse...

Belo poema do companheiro António Melenas.

Enquadramento perfeito das palavras e da imagem e do som de fundo.

Os teus blogs continuam a ser uma referência.

Bom fim de semana.

Bjs

Maria Valadas disse...

António Melenas... Uma referência na Poesia/ Prosa!

Justa homenagem ao Grande Poeta!

Como me sinto orgulhosa de o ler aqui também!

Bom fim de semana e Beijos Ao António Melenas e Poesia Portuguesa.

Ahhh... Parabens pelo música escolhida....

Maria

Graça Pires disse...

"É em ti que me salvo ou que me afundo. É em ti que me perco ou que me salvo".
São as "gostosas "contradições do amor... Parabéns ao António Melenas. Obrigada Poesia Portuguesa. Um beijo.

Maria Valadas disse...

Ainda regressei... Mas para pedir que passes no meu " espaço" e receberes com todo o carinho o que lá tenho para ti.

Beijos da

Maria

Olhos de mel disse...

Olá Parabéns pelo selinho! Cheguei aqui através da Maria e adorei!
Lindas poesias!
Bom fim de semana!
Bjs

Paula Raposo disse...

Um excelente poema que eu já tinha ligo nos escritosoutonais do António Melenas! Homem que admiro profundamente. Beijos.