quinta-feira, agosto 09, 2007

Saber Amar


Pintura de Peder Severin Kroyer



Ah! Como é bom saber amar alguém,
ter dentro de si aquele amor ardente,
amar com todo ardor que a alma consente
sem temer ser loucura, mal... ou bem.

Mas há quem se iluda, quem diga que ama...
frouxa luz de candeia que se apaga,
simples amor que esvoaça, que divaga,
deixa morrer no coração a chama.

Amor é tudo o que se dá feito ternura,
é ficar preso d'alguém sem amargura,
sem se sentir como ave em cativeiro.

É o encontro de paixões iguais... sentidas;
depois, duas almas numa só unidas,
duas vidas que se entregam por inteiro.

(Poema de
Maria Teodora in Thornlessrose)

10 comentários:

  1. Carlos Martins09 agosto, 2007 23:47

    Belo poema que resume toda a Filosofia do amor.

    ResponderEliminar
  2. um belo poema de amor!!! a imagem é linda! A lua refletida no mar e o cão, já tive um cão igualzinho ao da imagem!!! Amei este post!!! Amei mesmo!!
    bjinhos kida poesia ;)))))))
    Anita

    ResponderEliminar
  3. ola. vim plo caminho de um floque onde li tua mensagem e gostei mt das tuas palavras. tou a estudar portugues e gosto muito de poesias e poetas desse pais. eu tenho parente's aí numa terra chamada gouveia, vc conhece? ´
    celso

    ResponderEliminar
  4. Belíssimo este Poema; não conhecia esta autora.
    Imagem e música a condizer, como sempre.
    Parabéns pelas escolhas e pela tua sensibilidade e gosto.

    Beijo de bom domingo.

    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  5. belissimo......


    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  6. Muito lindo! Amar é viver essa loucura, é entrega, paixão, desejo...
    Boa semana! Fique com Deus!
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Eu adorei esse poema, poderia me enviar por favor. Bjos

    ResponderEliminar
  8. Eu adorei esse poema, poderia me enviar por favor. Bjos

    ResponderEliminar
  9. Adorei imenso o teu Blog. E ficaria grata se me pudesses enviar este poema.
    Um bem haja.

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,