quinta-feira, dezembro 20, 2007

O Natal aproxima-se...


Natal do nascimento do Menino, que desde muito pequenina em casa do meu avô, me acostumei a ver deitado nas palhinhas e também, durante muitos anos, em casa dos meus Pais.
Desses Natais, guardo memórias infindáveis, de outro Menino em palhas deitado...
Seguindo a tradição, continuei a deitar o Menino nas palhinhas todos os Natais, pensando em quantos meninos, nem palhinhas tinham para se deitar.
Mas em todos os Natais, cada vez menos se recorda o Menino, nem o motivo pelo qual ele nasceu, sendo prioritário o consumismo que se gera nesta época.
Por isso, quando hoje acordei com vontade de aqui colocar um poema de Natal, recordando o Menino que já nasceu, dei a minha habitual volta pela blogosfera, em busca de palavras que me fizessem sentir o verdadeiro espírito do Natal... não aquele espírito comercial, que leva a compras desenfreadas, a trânsito interminável, a troca de prendinhas quase obrigatórias, entre familiares, que por vezes, só para o próximo Natal é que se voltam a encontrar, mas aquele espírito que eu sentia há anos, quando me contaram porque motivo o Menino tinha nascido...
Ao final do dia, descubro uma pequena maravilha, que me atrevi a "roubar" à
Maria Pedrógão, da Casa de Maio e que me fez recordar os cânticos de Natal da minha infância e que aqui vos deixo…

Toca o sino pequenino

Toca o sino pequenino
Sino de Belém,
Já nasceu o Deus Menino
Que a Senhora tem.

É Natal, é Natal,
Vamos sem demora,
Já nasceu o Deus Menino
Que a Senhora adora.



Presente de Natal

Quero que todos os dias
Sejam dias de Natal
Para todos terem alegria
E a ninguém lembrar o mal

Ò menino! Não te esqueças
De me dar um presente
Transforma todos os dias
Em Natais p'ra toda a gente.

Em Natais quentes de amor
Com cestos cheios de pão
Com homens todos irmãos

(do Cântico tradicional)

20 comentários:

Maria disse...

Fizeste-me lembrar os Natais de família qd era pequena...com a primalhada toda, eramos uns 30 tds na mesma casa e com um grande presépio montado debaixo da arvore de Natal :-)

Lindas imagens e Canticos que aqui tens, obrigada ;-)

Beijo Grande
****Feliz Natal pa'ti e
os teus Amiga******

Julio Dionisio disse...

Excelente este texto. Também eu me sinto assim como tu. O meu neto ainda ontem me dizia que não se podia andar nas lojas, andava tudo aos encontrões para comprar as prendas!! E recordei também com muita saudade o carro de bombeiros de lata que recebi quando tinha a idade dele num dos muitos Nataias da minha vida
Foi muito bom ler-te. Parabéns pela simplicidade do texto mas que diz tudo o que o meu coração alberga
Os meus melhores cumprimentos
J Dionisio

Maria P. disse...

Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de luz.

Um abraço*

João C. Santos disse...

Desejo de Boas Festas

LdS disse...

Cara Amiga: Um Bom Natal e um Feliz Ano Novo, sempre com a inegável qualidade dos seus blogues. Para mim o Natal começa a "já ter ido", no entanto é sempre bom pressentir o vento de mágica e desejo íntimo de tranquilidade que o rodeia. Pena que aa solidariedade neste mundo de consumo seja apenas uma palavra comprida. Bom Natal.

Maria P. disse...

Só agora vi que fui "roubada" :)

Beijinho*

NETMITO disse...

Boas festas:)

Graça Pires disse...

Boas Festas!

aaron@iol.pt disse...

Minha querida amiga um feliz Natal cheio de paz e harmonia e especialmente saúde.
Um abraço do tamanho do mundo do
aaron

Metamorfose disse...

Obrigado pela visita e volta sempre que és benvinda, eu voltarei. Felizmente que ainda passo o Natal rodeada da familia e desejo-te um Santo e Feliz Natal para ti e todos os teus, com muita saúde e amor. Beijocas grandes.

Diogo Ribeiro disse...

Olá! Como prometido, respondi ao teu deafio no meu blogue :)

Feliz Natal e também um Feliz Ano Novo :)


~Diogo Ribeiro.

Olhos de mel disse...

Olá amiga! Parabéns pelo belo post.
Feliz Natal e que o Ano Novo seja de realizações, saúde, paz e felicidades!
Beijos

M.P. disse...

Venho deixar os votos de um bom Natal e desejos que o Ano Novo chegue carregadinho de coisas boas e que possam ser gozadas com Paz e boa saúde. Beijinhos

Sombra do Sol disse...

Um novo ano se inicia e é o momento de reavaliar o tempo vivido. Desfrutar o momento presente e presentear nossa alma com sonhos e planos para o futuro, que a luz divina conduza e ilumine seus passos. Que esta celebração tenha a presença daqueles a quem você quer bem, e quero convidar a ler um texto que postei hoje, pois só foi possível com sua ajuda, tente encontrar seu comentário, ele está lá, como vou ficar fora esses dias aproveito para desejar Feliz Natal, e faça com que, a cada dia, a gota do orvalho natalino pouse no seio do rio da sua vida criando as divinas ondas da esperança, do amor e de alegria. Tenha um Natal repleto de muita paz, saúde e luz, e que em 2008 possamos realizar todos nossos sonhos. Abraços fraternos do amigo.

almaro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
almaro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
almaro disse...

por vezes andamos à procura de palavras, como se fossem molduras e não olhamos o quadro...
Por vezes é nas palavras mais simples que desenhamos o que o sentir nos diz...
Por vezes basta dizer, "Um Feliz Natal"

menina, um beijo enlaçado num abraço de carinho
almaro

Monte Cristo disse...

Também houve um presépio na minha infância. Um dia («há-de vir um Natal - e será o primeiro»)o presépio não foi montado.

Não sei quando, nem porquê. Apenas sei, hoje, que o guardo inteirinho na minha memória, com todas as suas figuras, cores, cheiros e emoções.

Não era um acto de fé. Era um acto de carinho, de família, de paz e aconchego, de ternura, de
segurança.

No mundo actual - ou no «eu» actual? - nada vale a pena, entregue que está à fúria dos acumuladores de ouro (seja ouro, de facto, seja a água, o petróleo, o pão, o mar, o chão) que tudo podem e tudo dominam. Até a nossa vida, no sentido biológico e no sentido social - ou metafórico.

Persistam então as memórias, eivadas de saudades e do sentimento doloroso do «nunca mais».

Gostei do teu blog.

rouxinol de Bernardim disse...

Venho com humildade e apreço, desejar um Feliz Natal
a todos os que vagueiam por este cantinho tão resplandecente.

Paula Raposo disse...

Lindíssimo o teu post!! Muitos beijos.