domingo, janeiro 13, 2008

Começar 2008...

No iniciar de mais um ano, em que esta página sobreviveu pelo apoio e carinho que os seus frequentadores têm demonstrado por ela, é tempo de reviver e criar novos alentos.
O Poesia Portuguesa nasceu da partilha das palavras que mais lhe tocaram e que ia descobrindo, em blogues de língua Portuguesa.
É tempo de voltar a essa partilha e, continuar a alimentar sonhos e esperanças…


Imagem Google


quero sonhar
acordar e saber que sorriste
quero amar
e pensar que amar é saber que da dor caíste
hummm, queria provar o sabor da minha infância
correr, correr e não mais crescer
das pedras calcadas pelo calor saber delas beber
como é bom ser sonho de criança

tou sozinho
mexo-me e sinto-me vivo
é tão bom esse teu néctar
esse teu desejo infinito de saber a magia
penso em ti
mexeste onde tou sozinho
nos meus pensamentos desertos
quero-te assim
onde meu navio parou
parou num tempo sem vela
e sem rumo e que só te quer bela

mas como não posso parar digo-te
ou digo-me a mim
que a noite tem esperança
que o tempo pode ser meu
que os desejos podem viver em prazeres
que o vento que se descobre a ele próprio é vivo
e que o amor parecendo banal, pode ser infinito

"suspiro"a quem te enganas
ela dançou para ti
e não foste capaz de dizer simplesmente
que naquele momento a amaste sem fim...


(Poema "Desabafo" do Poeta Vagabundo)

17 comentários:

Anónimo disse...

...é simplesmente lindo este poema, e tem bem a marca do poeta vagabundo...
maria

wind disse...

Gostei deste "desabafo":)
Beijos

Lumife disse...

Sabes que não podes parar porque os amigos aqui vêm beber o que de melhor se faz no campo da poesia.

Reconheço a valia desse teu trabalho de investigação mas os amigos merecem tudo...

Beijos

Ruvasa disse...

Viva, Poesia!

E se os alentos são novos e continuação de antigos, então vale a pena "relinkar", que foi o que j+a fiz.

Beijinhos

Ruben

Vieira Calado disse...

Aqui estou a partilhar com você este princípio de ano, com poesia.
Cumprimentos

Fernando Peixoto disse...

ESTE É UM BLOG ONDE APETECE VIR E FICAR... CONTEMPLANDO IMAGENS QUE TÃO BEM SERVEM UMA CRITERIOSA ESCOLHA DE TEXTOS.
UM BOM SERVIÇO À POESIA PORTUGUESA

FERNANDO PEIXOTO

Mocho-Real disse...

Sem elogios balofos ou de circunstância, este blogue divulga a poesia e isso basta para mim!

Bons poemas e um Grande 2008!

Abraço.

Anónimo disse...

Ainda bem que há este recomeço. O trabalho da Otília pela poesia merece o interesse e o esforço de quantos têm colaborado.
Pela minha parte, que pouco posso, neste pequeno tempo de 2008, tem havido outras preocupações, outras ocupações do espírito e a poesia (feitura dela) têm ficado fora. Neste momento leio Luís Pacheco que conhecia mal, talvez a teimosia e liberdade dele nos sirvam para alguma coisa.

João Norte
intro.vertido

POETA VAGABUNDO disse...

...é um prazer morar com um poema meu aqui neste mundo de letras...
beijo vagabundo

A. João Soares disse...

O que tem qualidade deve ser divulgado. Dê-se relevo ao mérito. É preciso continuar sem esmorecimento. Parabéns
Abraço

No blog Do Miradouro há novos artigos todos os dias

Ubirajara Rodrigues disse...

Gostei muito da poesia de abertura deste ano novo do seu blog. A pintura também está a contento com a sequencia escrita. Está tudo muito saboroso. Uma ótima sintonia para prosseguirmos mais este ano.
Tudo de bom para ti.
Ubirajara Rodrigues

Teresa disse...

Simpesmente lindo.Seja lá quem fôr,o poeta Vagabundo, tem um pouco da alma de todos os poetas.Tudo de bom querida e os meus parabéns ao poeta Vagabundo.

© Piedade Araújo Sol disse...

Como eu penso, muitos também devem comungar o mesmo pensamento.Fazes muito bem em voltar ao PP, e continuares a divulgar a melhor poesia da blogesfera.

Obrigada!

Samantar Mohi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Samantar Mohi disse...

Muito obrigado pelas tuas palavras e apoio, pois, se aqui estamos na blogosfera, é porque queremos ser lidos e é recompensador saber que isso de vez em quando até acontece...

Um grande beijo,
Samantar Mohi

...e como eu gostei de voltar a este blog, onde descobri que a poesia portuguesa é eterna!

Maria P. disse...

Excelente, sempre que posso acompanho o blogue do "Poeta Vagabundo" e merece.

Beijinhos*

Pires disse...

Bem devo dizer que descobri este cantinho a pouco tempo,e que descoberta ,a ti e a todos os que contribuem para este magnifico espaço os meus mais sinceros parabéns e o meu obrigado porque este blog é uma magnifica fonte de inspiraçao.