quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Dias


Fotografia de Nelson d'Aires


dias de espera
nas tardes frias.
transportam o passaporte
dum tempo indiferente.

ignoram a sede
que humedece um corpo
e, caminham ébrios
nos corredores da memória.

dias soltos
em outras paisagens.
gritos de gente,
num segredo cúmplice

aromas de glicínias
na penumbra do silêncio sólido,
horas gigantes e mal contadas
nas palavras pululantes.

dias sem rosto,
roubados ao lixo fingido,
ao ardor dum tempo restrito
diferentes de um passado mudo.

dias longos, na viagem do corpo
num sorriso que ainda dura!

(Poema de Lena Maltez in
Cabana de Palavras)

13 comentários:

Outonodesconhecido disse...

mais um lindo poema. Desde que ando neste mundo da blogosfera descobri poesias lindas e admiráveis; uma smias tristes que outras, mas nem por isso menos belas.

Outonodesconhecido disse...

já agora como se chama a música que toca? é linda.

leonor costa disse...

Linda a poesia, com uma melodia fantástica. Penso que se trata da Sara Brighton (não sei se é assim que se escreve...)

Beijos


HOJE E AMANHÃ

wind disse...

Bom poema como todos o dela:)
Beijos

elvira carvalho disse...

Belo poema de uma autora que me era desconhecida até à momentos.
Um abraço

Isa&Luis disse...

Mais um belo poema da nossa menina que gosta de brincar com as palavras(como ela diz)

Adorei!

Um Abraço de ternura

Isa

© Piedade Araújo Sol disse...

Mais uma boa escolha dum belo poema da "nossa" querida Lena Maltez, que escreve muito bem.

Bem hajas!

Lu disse...

Querida Lena

Que esperar de ti, senão algo tão belo assim?

O meu beijinho.
Ler-te, continua a ser uma das minhas delícias.

Beijo meu
Lu

aminhapele disse...

Muito lindo!
Desconhecia a autora como a maioria dos poetas portugueses.
Continuo a pensar que temos grandes poetas e muita gente que gosta de poesia.

Paula Raposo disse...

Eu sou incondicional admiradora da poesia da Lena...por isso, extasio-me sempre que a leio. Óptima escolha! Beijos.

Graça Pires disse...

Gosto muito da poesia da Lena Maltez.Um beijo para ela, outro para si.

herético disse...

um prazer grande frequentar este blog. o poema é belo. como são sempre as tuas escolhas..

Anónimo disse...

Tão lindo, tão lindo...

Um grande abraço, Lena.
Outro para ti, Otília.

RosaTeixeiraBastos