terça-feira, abril 28, 2009

Nunca provoquei...


Imagem de Paul Alfred de Curzo



Nunca provoquei nenhum fogo que daí não
assumisse as reais consequências: os meus defeitos
são outros.
Nunca me queimei na dignidade de uma
fogueira nem nunca feri ninguém.
Muito pelo contrário.
Conservo, assim, o meu cadastro limpo,
imaculado e o orgulho redito de nunca ter traído
a verdade.
Assim me conservo só, conscientemente presa
às minhas verdades, às minhas promessas
enterradas na planície quente, num dia de
Outono para que o vento as não levasse.

Amo-te, oh se te amo, como sempre te amei
até ao fim dos nossos dias, quando formos apenas
pó numa caixinha de arroz
E estou pura. Digo-te.
Imaculada.
Assim os primeiros beijos que te dei
numa estrada sem sentido rumo aos mares
do sul da poesia. Caminho que hoje pisamos.
Até ao fim dos nossos dias.
Quente, como esta água de verão.

Pó, numa caixinha guardado.

(Poema de Maria Teresa Lopes in
Uma Flor à Janela)

17 comentários:

Maria Teresa Lopes disse...

Obrigada pelo carinho.
Beijo

Anónimo disse...

Maravilhoso
E a musica é mt bem escolhida
Sempre uma beleza este bloque
Parabelizo-te por tudo isto e pelas escolhas sempre tao acertadas


Canoas Rio Grande do Sul Brazil
Ana

Graça Pires disse...

Um poema de amor tão assumido que estremecemos ao lê-lo. Parabéns à autora.
Um beijo MM.

Samantar Mohi disse...

Gostei muito e identifiquei-me com as palavras! Parabens!

A.S. disse...

M.M.

Um lindo Poema de amor!
Parabéns à autora e a ti, que partilhas tão belos momentos...


Um beijo

Brancamar disse...

Gostei muito. Bela escolha!
Poema denso e realista, pleno de sentimento e de vida.
Beijos para ti e para a autora, à qual envio os meus parabéns.

Laudi Biten disse...

Olá!

Um encanto está o seu blog!

Quantos textos maravilhos!

bjs

Laudi

Angelo Morgado disse...

Quanta alma secreta, escondida espreitando e sorrindo timidamente...

Magnificos pensamentos Maria Teresa

Soberba escollha M.M.

Ana Tapadas disse...

Lindo!

tecas disse...

Boa escolha. Parabéns à autora e um beijo para ti.:)

Maria Teresa Lopes disse...

A autora do poema agradece tanto elogio e sente-se reconfortada, e grata...e adorou ouvir este poema pela doce voz da Menina!

Beijos

Ana disse...

Que bela imagem!!!!
Que belo poema!!!!

Aqui tudo é belo...

Parabéns.

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividades para crianças e adolescentes da minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00. Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos. Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

anareis disse...

Estou fazendo uma campanha de doações para meu projeto da minibiblioteca comunitária e outras atividades para crianças e adolescentes da minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todas as pessoas de bom coração,pode doar de 5,00 a 20,00. Doações no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abençõe todos nos. Meu e-mail asilvareis10@gmail.com

Anónimo disse...

como se de nada um pouco se tratasse, queimei-me pela chama do amor...
na fantasia de um novo amor, vivo na amargura com eterna dor...
apenas sonhando com um anjo a meu lado, acordando num inferno sabendo que estou a teu lado...
comendo, bebendo e vivendo num imenso pecado sabendo que estou a teu lado.


mp2f@live.co.uk

Anónimo disse...

e lindo o poema nunca provoquei, podes me mandar, agredeço des de ja, bjssss
sora-sorasoraia@hotmail.com

Jonathan disse...

Gostei mt deste!!! Sincero, belo e puro!!!