quinta-feira, novembro 05, 2009

Podia dizer-te...


Pintura de Jean-Baptiste Valadie


Podia dizer-te como te vejo,
mas aquilo que os meus olhos vêem é pouco para dizer-te.
Vejo-te, é certo,
vejo-te como outros captaram nos olhos aquilo que decerto os meus também vêem nas vistas.
Ver é uma coisa para quem tem vistas
e não apenas para quem tem olhos.
E eu tenho vistas.
Às vezes são ouvidos, as vistas,
outras são mãos, ou esse odor que o meu corpo respira quando passas.
Ver-te, ver-te, ver-te...
só de te ver em verde meu coração se transformaria
ou se tu fosses uma rosa, uma rosa vermelha como o sangue
que se agarra aos espinhos.
Mas a vida é outra coisa, a vida é para quem tem olhos
e eu só tenho estas vistas.

Estas vistas cansadas dos escolhos dos abismos dos outros.
Vistas cansadas de te seguir na corrente onde mergulhaste.
Vistas exaustas por ter ficado ali, parado, a ver
e não a olhar.
Para onde,
para que mar?

Estou deitado na relva do jardim.
Ainda florescem rosas
e eu descanso a vista.


Poema de
José Miguel de Oliveira

13 comentários:

José Miguel de Oliveira disse...

Obrigado por me lembrares que escrevi um dia este poema. Ao relê-lo... lembrei-me do quando, eu que fui buscar de tão longe...
Obrigado. Quem quer que sejas o meu sincero obrigado. (o autor do poema)

Chico de Assis disse...

Lindo Poema!!
Tô passando para informar que é com alegria que lançamos o Poesia em Gotas, vídeos poemas que serão inicialmente postados no meu blog.
O primeiro video poema postado é “O dia em que Deus Criou Alagoas” do Jornalista e Escritor Noaldo Dantas.

No “Amigos que eu fiz nessa estrada” uma homenagem a grande artista brasileira Zezé Motta.


Confira em:
www.chicodeassispoesia.blogspot.com
www.chicodeassispoesia.blogspot.com

Um abraço

Pena disse...

Admirável. Notável.
Lindo. Sem palavras.
Abraço de estupefacção perante tanto encanto feito palavras doces e ternas.

pena

Fiquei "arrasado" de tanta pureza e beleza.
Bem-Haja!

Anónimo disse...

Continuas a primar pelo bom gosto, MM.
Uma saudação especial neste dia.
Bjo
JA

bonecadetrapos disse...

Poderia dizer simplesmente Obrigada.
a ambos. ao autor por lapidarmente o dizer. a si, Menina, por aqui nos trazer.
E, sem reticências o digo. Obrigada. Essencial a poesia.

Saudações com estima
*__bonecadetrapos___*

Graça Pires disse...

Não conhecia o poeta e gostei do poema. Obrigada aos dois.
Um beijo MM.

© Piedade Araújo Sol disse...

que poema tão bonito.

não conhecia o poeta.

obrigada!

um bom fim de semana!

beij

Francisco disse...

Que sensibilidade, setôr!

Anónimo disse...

Eu conheço o poeta, o poeta de Elvas, e posso dizer que é um poeta cheio de talento.Bom gosto!

Silvia

carmen disse...

Parabéns pelo teu blog, pela poesia e pela sensibilidade.
Gostei dos poetas ainda anônimos que conhecí. Vou voltar outras vezes.
Abraços da Bahia.
Se puder visite-me, terei prazer na sua visita.

Isabel-F. disse...

bem lindo o poema ...

beijinhos
isabel

Anónimo disse...

Olá minha querida Menina, bom dia.
Perdoa pelo meu atraso (crónico); são tantas as coisas que me impedem de chegar a horas...a vida vai-se modificando e com ela, eu do mesmo modo, me vou modificando e atrasando.
Talvez seja somente porque o tempo, vai, com a idade, aumentando o passo...quem sabe?!
Beijos e obgd. por te lembrares de mim.

Maria Mamede

o passageiro disse...

inesperadamente e na biblioteca da d. sancho, procurando versos para uma actividade, demos contigo assim mais uma vez deslumbrando.