sábado, outubro 08, 2011

Gosto de Gente


Pintura de Luiza Maciel




Gosto de gente honesta
Que faz da vida uma festa
Que partilha e se entrega
Que se oferece mas não se verga

Gosto de gente que vive
De gente que me cative
De gente com brilho nos olhos
De gente com alegria aos molhos;

Gosto de gente sem pressa
De gente simples que tropeça
Da que cai e se levanta
De gente que em sofrimento canta

Gosto de gente de todas as cores
De gente que gosta de flores
De gente transigente
De gente assim bem diferente

Gosto de gente com alma cheia
De gente com sangue na veia
De gente que sonha acordada
Que caminha de mão dada

Gosto de gente directa
De pensamento lavado
Com passo lento ou apressado
Que caminha com e sem gente ao lado

Gosto de gente com imaginação
De gente que tenha paixão
De gente que seja ousada
De gente rica ou descamisada

Gosto de gente inteligente
De gente que seja indulgente
De gente que se atira e se mostra
De gente que nunca se prostra

Gosto de gente que olha de frente
De gente que me acalente
De gente que não tem medo
De gente que guarda um segredo

Gosto de gente divertida
De gente que seja atrevida
De gente que seja versada
Gosto de gente com gargalhada

Poema de
Fernanda Paixão

47 comentários:

Pelos caminhos da vida. disse...

Gente assim mora em meu coração,lindo post.

Domingo de muitas bençãos.

beijooo.

Carlos Ferreira disse...

Poema muito apreciável este. Do ponto de vista meramente literário muito bem construído, num tom escorreito, com ritmo, e de fácil compreensão.
Vale também pelos conceitos que expressa, muito positivos, a evidenciar o carácter estimável da autora que nos descreve uma postura exemplar perante a vida e a sociedade.
Parabéns à Fernanda Paixão pelo seu trabalho, e à responsável pelo blog que, publicando-o aqui, presta assinalável serviço à Poesia.

Carlos Ferreira

Guilherme Nobre disse...

Para mim é gratificante verificar que ainda há pessoas especiais que conseguem ver o lado positivo e o lado negativo de cada experiência da nossa efémera existência.

Nuno Carv disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno Carv disse...

Boa dia querida amiga,
Cada poema/história que escreve é sinónimo de perseverança, de conforto e de ânimo.
O meu muito obrigado pelas palavras sábias que nos enchem de orgulho, alento, e satisfação.
E porque a concretização de um sonho não vem só, aguardo pela publicação de um segundo livro !

Rita Loureiro disse...

Eu gosto da Fernanda Paixão =D

ROMULO&ROMERO disse...

Gostamos!!

Juca disse...

Gosto de gente... como tu, que com umas meras e simples palavras faz poesia magnificente!!!
Gostei... Adorei!!!
Bjs.
Juca

Anónimo disse...

Gostei muito!

António Alves disse...

Gente transcrita em palavras, gente de que todos gostamos, gente que nos sorri no olhar.

Gostei Muito.

Parabéns e parabéns também à autora do blog pela inciativa.

Flor Voadora disse...

Pelas tão lindas palavras que escreves aqui, tão acertadas, tão divertidas e ritmadas... se vê porque seremos amigas para sempre :)
Acho que talvez por fazer um pouco parte dessa "Gente" que descreves, nos compreendemos sempre tão bem...
Este poema assenta-te como uma luva... és uma Grande Mulher e eu admiro-te muito!...
Nunca pares... nunca deixes que o mundo deixe de conhecer a pessoa maravilhosa que és!
Muito bom! Parabéns!
Um beijo do céu :)...

© Piedade Araújo Sol disse...

nao conhecia a autora, mas já fui pesquisar.

gostei do poema e do rema desenvolvido.

e gosto tambem de gente com gargalhada...

beij

RRj disse...

Palavras simples quanto ao significado indidual,quando juntas desta maneira assumem um significado profundo e complexo. As que pessoas que mais as entendem por certo tém-nas dentro de si, tal como quem as escreveu.
Como se fosse uma melodia que quando se torna conhecida parece que sempre existiu.
Bjs. Teresa

Nuno disse...

Fernanda. minha querida amiga.
Quando li seu poema, que muito gostei, lembrei-me logo do saudoso João Villaret. Este poema declamado por ele seria fantástico. Também gosto muito de gente divertida
Um beijo grande

Jorge disse...

Olá Viva
Também goste de gente
que vive a vida com um poema
que como sol é quente
e faz versos sem problema

Beijinhos gostei muito

Filipa disse...

Gostei muito deste poema! Talvez um exemplo de vida para termos um ideal de "gente". Afinal todos diferentes, todos iguais!
Boa sorte, continuação de bons poemas!

António Paixão disse...

Sente-se o pulsar de uma alma em harmonia com a vida, mas crítica, activa, insubmissa, ... daquelas que este país precisa para não ser o que está a ser caminhando a passos largos para um mar largo de desilusões e de frustrações!

Gostei e comungo da atitude mental que campeia por esta tua poesia e tão singular refletida na simplicidade dos comportamentos humanos dos que referes.

Parabéns Fernanda, espero por mais novas coisas.

N.Barros disse...

Olá, Fernanda! Li o teu poema ao som de Dan Riverman... one word: divino! Gosto de ti:)*

BlueShell disse...

Gostei...porque também gosto de "gente" assim...

Foi um momento bonito, este, no meu despertar!
Obrigada!
BShell

Elaine Vieira disse...

Minha amjga, que delicia de poema!
A medida que se lê sente-se uma grande vontade que ele ñ termine.
De alguma forma e ñ saberei explicar, senti-me de volta a infancia onde houvia sempre a musica "GENTE HUMILDE (Chico Buarque)e na verdade é o que a humanidade precisa, mais humildade e respeito com "nossas gentes"...bjs e sucesso.

António Marques disse...

Gostei muito!! Simples e forte!! Obrigado por partilhares pelo ciberespaço!! Contiuna! O ciber é infinito e a nossa imaginação também!!

Miguel Costa disse...

Gosto do fundo do coração
do poema da Fernanda Paixão!

Anónimo disse...

é desta gente que eu gosto e deste poema também...


Força...Fernanda...continua....bjs
Dulce

Paulo Moiteiro disse...

Gosto de gente que preenche a vida dos outros com contagiantes atributos descritos nesta obra de arte e que espero nunca perca e ou pare de dar aos outros.
Adoro a minha chefinha que continua com uma personalidade e simplicidade humana irradiantes.
Mtos Bjinhos.

Isabel disse...

Gosto de gente especial,como tu...
Beijinho grande amiga!

Anónimo disse...

Muito bom!! Como poema, muito bem escrito.
Relativamente ao tema, bem escolhido e com uma noção de como deve ser um ser humano, principalmente neste mundo, cada vez mais habitado por seres... e não por pessoas.
Parabéns, espero e tenho a certeza de que vou ler, mais poemas fantasticos como este.
Beijos
Carlos Herberto

Poesia Portuguesa disse...

Caros Comentadores e Visitantes:
manda o bom senso e por motivos óbvios que, os comentadores se deverão identificar através de registo, (identificação a azul) porquanto este poema se encontra incluído no conjunto dedicado ao passatempo do mês de Outubro, cuja norma será a atribuição de pontos ao poema mais comentado, mas claro, comentado oficialmente, pelo que só estes comentários serão qualificados.

Grata pela compreensão.

Cumprimentos,

A Administração do Poesia Portuguesa.

Rui Dinho disse...

Gostei bastante, muito bem escrito!
Bjs.

João Paulo disse...

Porque a alma se traduz em poesia e porque sem alma não há poesia!

Adorei este e os outros poemas do blog que encontrei.

Parabéns

anacarvalho disse...

Também gosto de gente com gargalhada
Bj

Anónimo disse...

Gosto de gente que exprime o que sente e coloca tão bem as palavras. Lindo poema!! Parabéns!

José Loureiro disse...

Também gosto desse tipo de gente, cara Fernanda.
Poema lindo!

sim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
sim disse...

Gto mto, do tema, da escrita...
Bjo

Licéria Lobo disse...

Eu tambem gosto de gente... Eu sinto este poema em cada palavra, consigo ouvi-lo quando o leio. Gosto mesmo muito.
Licéria Lobo

Nando disse...

Gostei muito
Beijinhos

Dulce Oliveira disse...

Fico feliz por conhecer e ser amiga de gente assim... Obrigada Fernanda! Beijinho.
:-)

Jean disse...

Fernanda, excelente a tua poesia Gosto de Gente. Muita sensibilidade e toda a tua maneira tão gostosa de escrever e se expressar. Parabéns, amiga!

Joaquim Santos disse...

Parabéns Fernanda.
Os Teus poemas são pedradas no charco da vida

Manuel Oliveira disse...

...
Gosto de gente inteligente
De gente que seja indulgente
De gente que se atira e se mostra
De gente que nunca se prostra
...

Obrigado Fernanda!

cm disse...

Acho que faço parte da tua lista de pessoas que gostas. Eu gosto da tua paixão, Paixão.

Márcia Bussolotti disse...

Adorei o poema, lindo assim como a vida.
Parabéns.

Costapereira disse...

Obrigado pelo poema "Gosto de Gente".
Os meus parabens pelo conteúdo do poema, achei muito lindo, e sobretudo denso na sua letra.
fantástico.

nininha2 disse...

Obrigado pelo poema "Gosto de Gente".
Os meus parabens pelo conteúdo do poema, achei muito lindo, e sobretudo denso na sua letra.
fantástico.

Luísa disse...

Gosto de gente que escreve
De gente que nas palavras entrega o que a alma sente e berra!
Gosto da serenidade da escrita,
da forma fluente com que fala ou grita!
Gosto deste blog!
Beijinhos mil

Teresa Poças disse...

Gosto de gente que deixa a poesia vencer todas as batalhas!
Um poema que escorre pela simplicidade, como a gente deve ser!

Teria muito gosto que visitasse o meu blog: http://esculturadepalavras.blogspot.com

Paulo Fragoso disse...

Simplesmemnte deslumbrante!