sábado, dezembro 03, 2011

Sejamos Natal


Fotografia de Ann Richardson


Para além de todas as demagogias,
Para além do politicamente correcto,
Para além de todas as hipocrisias,

Celebremos, finalmente, o Espírito do Natal
Em todos os momentos
Desta nossa existência, tão efémera.

Natal é Fraternidade, Solidariedade, Paz,
Amor e Alegria na Terra
E nos Corações dos Homens.

Natal é a apologia do autenticamente Humano,
Em toda a sua essência genuína
De Bondade e de Verdade.

Natal é o enaltecimento de um Mundo
Onde não haja mais lugar para a Crueldade,
Para a Violência ou para a Agressividade.

Natal é a reunião dos Corações sensíveis
Que lutam, desesperadamente, pela União dos
Povos e das Nações.

Natal é a rejeição da Discriminação,
Dos horrores da Guerra,
Da mutilação dos Corpos e das Almas.

Natal é a consciência da Miséria Humana,
O compromisso da sua superação,
O enaltecimento da Justiça e de todas as Uniões.

Natal é o triunfo do Bem e do Belo,
A glória de todos os Renascimentos,
A comemoração da Dignidade Humana.

Natal é a benção do sempre Novo,
O louvor de todo o acto de Criação,
De Renovação e de Regeneração.

Sejamos Natal,
Hoje, sempre,
Para sempre.

Poema de
Isabel Rosete


Fotografia de Lucas Valentim

3 comentários:

Otávio Simões disse...

Lindo, Isabel. Lindo!
Que feliz seria o Natal se assim fosse.
Feliz Natal

Antonio Félix da Silva Neto disse...

Olá! Adorei muito este blog de poesias. Fantástico!!! Convido-te a visitar meu mais novo sitio de poesias e tornar-te um seguidor:

http://umceudepoesias.blogspot.com/

Anónimo disse...

Tou concordando com o Félix. Um blog cheio de poesia lindas incluindo esta.
Dany