quarta-feira, março 07, 2012

...só um olhar


Pintura de Johannes Vermeer


Não, não é ainda a inquieta
luz de março
à proa de um sorriso,
nem a gloriosa ascensão do trigo,

a seda de uma andorinha roçando
o ombro nu,
o pequeno e solitário rio adormecido
na garganta;

não, nem o cheiro acidulado e bom
do corpo depois do amor,
pelas ruas a caminho do mar,
ou o despenhado silêncio

da pequena praça,
como um barco, o sorriso à proa;

não, é só um olhar.

Poema XX de Eugénio de Andrade, in Branco no Branco

5 comentários:

Mar Arável disse...

Eugénio

o nosso

Jaime A. disse...

Serão, talvez, estas as únicas palavras que podem acompanhar esta pintura... nada mais...

Peter disse...

Belíssimo poema, que desconhecia, embora tenha alguns livros dele. Adoro essa pintura do Vermeer que serviu de inspiração a um filme do qual tenho o DVD.

Belo tempo de praia, vou ver se vou passar uns dias no Algarve.

Cristiano Marcell disse...

Belo poema! O quadro me chamou atenção! Gosto muito de um filme que trata sobre ele, cujo nome é Menina com brinco cor de pérola!

Bom ter estado aqui! Voltarei mais vezes!

Muita paz!

Kordny disse...

Gosto. Muito mesmo.