sábado, maio 12, 2018

fronteira


Desenho de Christine Alfery

quando conversam, falam a mesma linguagem,
usam o mesmo tom.
entoam a mesma intensidade.



falam para lá das línguas do mundo, 


num momento sem tempo,
num local sem fronteira,
num espaço onde só cabe o namoro,
no momento de extase entre a brisa do vento 


e as folhas das árvores,
no deleite transmitido entre os bicos de pássaros 


em amores de primavera,
no gozo emanado entre os dedos das mãos que saboreiam,
até a infinitésima parte do segundo ,
que antecede o toque que preside ao começo do seu entrelaçar,
do segredo revelado entre o sussurro das ondas e a areia.



em cada movimento um enamorado mar!



falo então comigo. tanto.



tornei-me um explorador em euforia
por ter descoberto o mais intenso palpitar.
batendo incessante.



o coração. meu.

Poema de Joaquim Amândio Santos 
in, "pedra sobre pedras" s/nº. de págs.

3 comentários:

  1. Gostei muito deste poema de um autor que desconheço. Vou estar atenta...Uma boa semana, minha Amiga.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Não o conhecia. Quantos poetas estão espalhados por esse mundo fora com versos que convidam à reflexão ou a amar!
    Agradecido quedo.
    Abraços de vida

    ResponderEliminar
  3. Depois de me deliciar com mais uma publicação/poema deliciosa/o, deixo votos de um feliz fim de semana.
    .
    * Amor feito de pura verdade *


    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,