terça-feira, outubro 18, 2005

Mulher. Feminino singular


Ao dar início a este Blog, foi minha intenção valorizar os autores Portugueses por vezes tão mal amados por aqueles que falam a sua língua.
Mas, como estamos num mundo virtual, onde a Poesia corre como água num rio limpo e transparente, resolvi iniciar um ciclo de Poesias de autores de Blog’s, que pela sua qualidade e sensibilidade, me maravilham.


 A todos o meu muito Obrigada...




Hoje, quero dizer de ser mulher. Mulher, feminino singular.
Não filha de pai e mãe, menina preservada, protegida.
Não mulher de alguém, esposa amada, respeitada, com lugar certo na sociedade certa.
Não mãe de filhos(as), desvelada, dedicada, desfeita em preocupação e orgulho.

Mulher por si. Mulher em género e corpo.
Mulher que se (re)conhece ao olhar outra mulher.
Que aprende cedo a conviver com a dor física.
Que quando o desaprende, convive com outras dores.
Que tira da vida o que quer, sabendo muros que se levantam e que contorna ou derruba.
Que luta com outros seres humanos (de qualquer género) pelas suas convicções.
Que sabe da solidão. Da tristeza. Da procura do consolo.
Que pelas mãos e pela palavra conforta quem dela se abeira.
Que aprende o seu corpo como seu. Não de outrem.
Que sabe do desejo. Que o aceita.
Que sabe do prazer. Que o procura.
Que sabe do amor. Que o dá, sem limites, eterno e renovado em cada dádiva.



Poema "Mulher. Feminino singular"
da Lique

26 comentários:

  1. Sinto-me verdadeiramente orgulhosa e quase sem jeito por teres escolhido um poema meu. Obrigada, amiga. Um beijo grande

    ResponderEliminar
  2. excelente é o que consigo dizer
    parabéns pela escolha e pelo bom gosto
    fica um beijo meu

    lena

    ResponderEliminar
  3. Lindo poema. Parabéns e pela escolha e como não poderia deixar de ser muitos parabéns à autora por estas belissimas palavras...

    beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Sem dúvida de louvar esta sua ideia de postagem. Começou bem com este dizer de ser mulher. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Com a Lique, falando de ser mulher, teria de ser coisa bela, intensa... e um toque de combate, que faz a poesia tão mais apaladada.

    Boa escolha!

    ResponderEliminar
  6. É da lique.
    É preciso dizer mais?
    Já conhecia.
    Louvável iniciativa esta! Tanta gente por aqui que escreve bem.
    Beijo e votos de uma noite descansada.

    ResponderEliminar
  7. Que bela ideia!!!
    parabéns pela escolha e continua...
    bjs

    ResponderEliminar
  8. Por falta de outro acesso, tomo a liberdade de vir por este meio responder às questões colocadas: sim, autorizo o poema e a alteração da imagem. E interessa acrescentar que é uma honra ombrear com tão distintas escolhas.

    ResponderEliminar
  9. Muito bonita esta tu iniciativa.
    Parabéns pela ideia.
    Sempre gostei de ler o que a Lique escreve.
    tem o dom de conseguir passar para as palavras todos os seus sentimentos.

    ResponderEliminar
  10. escolheste bem. boa semana. bjs e ;)

    ResponderEliminar
  11. Acho que é uma óptima idéia dar a conhecer quanto de bom anda por esses blogs. Nem sempre temos oportunidade de ler todos esses trabalhos e assim torna-se mais fácil.
    Grato pela visita ao "Beja". Volta sempre.

    ResponderEliminar
  12. boa escolha
    bonito de ser lido
    gostei

    jocas maradas

    ResponderEliminar
  13. Ora aí está uma iniciativa digna de louvor.
    Como nunca tive qq jeito para escrever poesia, embora goste da ler, mantenho um blog, onde transcrevo, quando tenho tempo, poesias de que gosto e outras que me são enviadas por pessoas amigas.

    Vou colaborar na tua iniciativa, colocando-te nos n/links do blog partilhado "conversas", por ter mais visitantes que o individual, além do que este último sai quando sai.

    ResponderEliminar
  14. Querida PP
    A Lique está no meu top, boa escolha.
    Um beijo
    Daniel

    ResponderEliminar
  15. Se chapéu usasse, certamente o tiraria em respeito à autora, ao poema e à pessoa responsável por esse blog... o danado é que não uso chapéu!... mas tenho respeito, um grande respeito por tudo que é bom - e esse poema, além de bom - é belíssimo! Valeu!!!

    ResponderEliminar
  16. Orgulhem-se Mulheres!!!

    " No mundo existe um ser, quase irreal,
    Ao qual foi dado o nome de Mulher...
    É tão bonito ouvir dizer Mulher..."
    In O próximo Homem
    Joaquim Saraiva

    Bj Vagabundo

    ResponderEliminar
  17. Visita o blog "BEJA" http://bxalentejo.blogspot.com e lê a carta que transcrevi:

    Que fizeram dos nossos sonhos, Manuel ?

    Obrigado

    ResponderEliminar
  18. e começaste mto bem. grato pela vista à paisagem. beijos

    ResponderEliminar
  19. Um dos poemas que mais gostei da Lique. Uma homenagem a todas as mulheres. Boa escolha para iniciares este tema.
    Cumprimentos
    CA
    http://diariopoetico.weblog.com.pt/

    ResponderEliminar
  20. Teu cantinho teu um cheiro suave a flores e a serenidade. Gostei muito. Voltarei!
    Bom fim de semana.
    Beijo meu

    ResponderEliminar
  21. uma iniciativa louvável, parab+ens à autora!

    ResponderEliminar
  22. O CHARME do Planeta
    (homenagem à MULHER)

    Um dia, o Grande Arquitecto

    Do infinito universo

    Viu que estava incompleto

    O seu plano de sucesso.

    Criara o céu, as estrelas,

    Galáxias em quantidade,

    Mas tudo isso não tinha

    Nem charme, nem vaidade.


    Alguma coisa faltava

    No espaço sideral,

    E o Mestre não descansava

    Pra descobrir tal e qual...

    Até que fez um planeta

    Escuro e frio, com certeza,

    Mas nele também faltavam

    Charme, elegância e beleza...


    Querendo o Mestre deixar

    A sua obra em perfeição,

    Desanuviou o planeta,

    Tirando-o da escuridão.

    Nele colocou florestas,

    Mares, rios, animais,

    Mas ainda lhe faltavam

    Charme e dotes sensuais.


    Deu-lhe o nome de terra

    O Arquitecto Escultor;

    Encheu os rios, as serras;

    Um paraíso formou.

    Daí, como todos sabem,

    Querendo mais esplendor,

    Fez um homem de saibro

    No qual seu rosto gravou.


    O projecto estava acabado,

    Contemplava o Criador.

    Mas era algo seco, escuro,

    Sem cheiro e sem sabor;

    Sem charme e sem beleza,

    Sem ternura, sem leveza;

    De novo viu Sua Alteza

    Que alguma coisa faltou.


    Inquieto, o Mestre queria,

    Pra sua obra embelezar,

    Delicadeza, poesia...

    E algo pro homem amar.

    Pois dele tirou uma costela

    E fez a coisa mais bela,

    Que foi uma linda Donzela

    Pra sua obra coroar.


    Criou o charme da terra,

    Uma luz incandescente.

    E o seu projeto se encerra,

    Sorriu Deus de tão contente.

    E acredite se quiser...

    Deu-lhe o nome de MULHER,

    E ainda tem homem que não quer

    De Deus divino presente.


    Não importa a sua idade,

    A cor, a raça e tudo o mais.

    A mulher é a mais completa

    De todos os animais.

    Todos os homens lhe rendem

    Homenagem e devoção,

    Pois só ela tem de Deus

    O Dom da procriação.

    ResponderEliminar
  23. Lindo! Com todo o sentimento da Lique nas palavras.Bjinhos

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,