terça-feira, novembro 08, 2005

Mar Revolto/Mar Azul ...


Autor: Abel Manta (1888-1992) daqui

Há um fogo
pelas ruas da cidade

Há um ranger de ossos quebrados
detrás daquela viela

Há um velho bêbado
entoando uma canção

Há um táxi em corrida
pelas pedras da calçada

Há um grupo de marines,
beiços de duvidosos prazeres

Há a puta da esquina
e o chulo atrás da porta

Há a mulher que olha
meio sorriso na face

Há jovens filhos do dia
em weekend's prolongados

Há o homem que engata
uma gaja muito boa

Há a noite,
há a vida,
corre o sangue em ti,
Lisboa

Poema "Olhar" da Lina (Mar Azul-Sesimbra)


Autor: Jacqueline Klein daqui

Nas voltas
E meias voltas
Das voltas
Que a vida dá
Perdemos tempo
Com voltas
e
Nem sempre
Chegamos a tempo
de
Nos encontrarmos
Na volta
De uma
Meia volta
De um p’ra cá
e
Dois p’ra lá...

Poema "Nas Voltas" da Lina (Mar Revolto-Braga)

Poemas de Mar Revolto/Mar Azul daqui

31 comentários:

  1. Parabens! Seu BLOG revela você como uma pessoa de refinado bom gosto, sentimentos profundos e beleza no olhar que admira o real e busca o imaginário.
    Veja nosso blog: http://vidarteecologia.blogspot.com/

    Um abraço fraterno, brasileiro

    ResponderEliminar
  2. parabéns pelo blog e por seu trabalho! Nossa!! Tudo muito lindo!! Saudações poéticas da Deli

    ResponderEliminar
  3. Como adoro poesia, eu também faço uns versitos, gosto de aqui vir para me sossegar o espírito...
    Bjinhos Ricky

    ResponderEliminar
  4. Esses quadros são uma maravilha, gostei principalmente do primeiro. A poesia, é da Lina..e está tudo dito*

    ResponderEliminar
  5. Com tanta volta e fiquei com a cabeça revolta... agora nem vai ser preciso o traçado para animara noite! Obrigado pela compreensão e cuidado!!

    ResponderEliminar
  6. Querida PP
    Bela surpresa, encontrar as Linas aqui... são dois belos poemas, que comentei na origem.
    Beijos para elas e para ti
    Daniel

    ResponderEliminar
  7. Eu também passei por aqui;)

    Belíssimas escolhas!

    ResponderEliminar
  8. gostei da escolha, gostei de ler
    jocas maradas

    ResponderEliminar
  9. sem dúvida um Blog, onde lemos bela poesia....

    boa escolha...

    beijinho

    ResponderEliminar
  10. rafael?!?!?

    gostei da poesia e gostei das imagens. hei-de cá voltar...

    PS: faltam cinco meses.

    ResponderEliminar
  11. belíssima poesia portuguesa. nos blogs? excelente iniciativa. a divulgação. beijos

    ResponderEliminar
  12. Mais uma boa escolha. Felicito-a mais uma vez pela divulgação que vem fazendo da Poesia portuguesa. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  13. Enche a alma e o pensamento sabermo-nos distinguidas para este teu blog de poesia portuguesa. Obrigado pelo carinho e encanto com que escolheste a musica e as fotos e dois
    grandes beijos no coração com a certeza de que divulgaremos e seremos visitas assíduas deste teu prado verde em beira mar plantado.
    Mares Revolto e Azul/Linas

    ResponderEliminar
  14. Sem dúvida uma boa escolha. Foi um regresso que me deixou contente, o das "nossas" Linas :) um beijo para ti

    ResponderEliminar
  15. Sempre, sempre uma escolha refinada! Poemas e imagens!

    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Fiquei absolutamente deliciada por encontrar aqui a Cristina Branco!
    Descobri-a há pouco mais de 2 anos, e tornou-se uma das minhas cantoras favoritas.

    Parabéns por isso.
    E pela qualidade deste blog!

    ResponderEliminar
  17. Passei só para te deixar um beijinho...
    Bom resto de semana...

    ResponderEliminar
  18. Um olhar por Lisboa, um dia e uma noite, simplesmente.
    As voltas e reviravoltas com versos a pulular ao som de palavrinhas simples…

    ResponderEliminar
  19. Bom post com dois poemas de temas diversoa, bem escritos e bem ilustrados.
    Um beijo

    ResponderEliminar
  20. Dois belos poemas estes das Mares Revolto e Azul/Linas.
    Um destes dias também vou colocar no meu blog um poema de uma delas que me tocou bastante e que tenho há muito tempo na cabeça a intenção de o fazer.
    Bom fds.

    ResponderEliminar
  21. Gostei muito desta selecção que fizeste. Mais um blog que tenho que conhecer. Belo trabalho, o que fazes por aqui.
    Beijos

    ResponderEliminar
  22. Que bom encontrar as Linas por aqui! Fiquei muito feliz com o seu regresso à blogoesfera.
    Os poemas que escolheste são lindos. Beijinhos

    ResponderEliminar
  23. A Lina tem esta fantástica capacidade de nos surpreender com as suas intensas palavras/versos. Parabéns, Lina.
    E parabéns a ti, Poesia Portuguesa, pelo bom gosto da decisão de publicares aqui tais soberbos poemas...
    .
    .

    ResponderEliminar
  24. Lina escribe muy bien mismo:)
    me quede sin palabras con ese 2º poema. Aqui todo es perfecto, la musica, las images y poemas :)
    un grande beso para las dos Lina y Poesia Portuguesa.

    Bueno fin de semana

    ResponderEliminar
  25. excelente teres colocado aqui dois belos poemas "das Linas" - Mar Revolto/Mar Azul

    o teu blog prima pello bom gosto

    parabéns

    beijinhos

    lena

    ResponderEliminar
  26. Parabéns Lina

    Os poemas - não podia haver melhor escolha - Fantástico!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. Vogando ao sabor do vento, aqui aportei. ainda bem. Gostei. Muitíssimo.

    ResponderEliminar
  28. Oi passando aqui,adorei seu blog,tbm amo poesia!!Os post são muito lindos tbm!!!Tenha um lindo domingo!!! Bjos e tchauzinho!!!!

    ResponderEliminar
  29. Olá, adorei ver aqui um poema da minha amiga mar revolto...lindo como todos. Gostei muito muito do teu blog,e a música é lindissima. Quem canta?

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,