segunda-feira, dezembro 26, 2005

Consoada

Paul Seignac in Christmas Morning 


É Natal!
Vêm minhas Sombras visitar-me
Na hora crucial do Nascimento;
Chegam alegres, sem dor
E vêm sossegar-me
Ao dizer que acabou seu sofrimento...
Que cor beleza nos fica na luz
Que aroma indizível a perfumar a sala!
E contam que falaram com Jesus
E mostram uma Paz, que nada iguala!...
Todos os que mais amo
E que partiram
Vêm abraçar-me
Nesta noite fria
E até os Anjos no Presépio
Me sorriram
E as luzes, no pinheiro
Fazem da noite, dia...
Vinde ó meus Amores
Sombras queridas
Vinde, chegai-vos à lareira!
Fiquemos aqui adormecidas
Que bom que estais de novo
À minha beira!...
Sei que ficareis por pouco tempo
Que a estada é curta
Mas que importa?
É sempre de magia este momento
Em que atravessais a nossa porta!...
Se não puder ser antes
Voltai o ano que vem;
Talvez eu ainda esteja aqui ...
Mas, se assim não for
É porque estou bem
Quero dizer, bem melhor,
Porque parti!...

Poema de Maria Mamede

9 comentários:

  1. Oi! Obrigada pela visita no Awards Girassol. Venha visitar o Jardim:
    www.campodegirassois2.zip.net
    Ficarei mto feliz! Mto lindo seu blog, palavras maravilhosas...parabéns e Feliz 2006! Bjos!

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Amiga,
    Que belo poema de Natal...

    Agradeço e retribuo os votos de Boas Festas!...

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  3. Belo este poema da Maria Mamede, tal como todos os dela:) beijos

    ResponderEliminar
  4. lindo este poema de natal.
    gostei de ler
    jocas maradas

    ResponderEliminar
  5. Colocas aqui sempre coisas tão lindas! Coisas de todos nós.

    Bjks

    ResponderEliminar
  6. Espero que o Pai Natal te tenha colocado muito amor e felicidade no sapatinho para gastares durante o próximo ano de 2006.
    Bjx

    ResponderEliminar
  7. Belo poema em que me revejo. Boa escolha e imagem.
    Não tenho blogue por isso deixo um carinho e a minha assinatura
    Ana Luiza Magalhães

    ResponderEliminar
  8. Olá minha querida MM. É claro que não fico nada arreliada, pelo contrário...
    Agradeço que te tenhas lembrado de mim, ou melhor dos meus poemas para os colocares aqui ou noutro quakquer sítio que te pertença ou tenha a ver contigo.
    Beijos de Luz e Paz da
    Maria Mamede

    ResponderEliminar
  9. Ameiiiiiiiiiiiiii este post, e a foto - que sensaçoes do antigamente a mim chegaram.. que saudades... Beijinho*

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,