sexta-feira, dezembro 30, 2005

Noite de Consoada...


Imagem de Ricardo Biquinha
in Luz.de.Tecto

Cozi o bacalhau,
As batatas, as couves
E o ovo a acompanhar.
Coloquei a toalha azul na mesa,
Guardanapos de papel a condizer
Garrafa de vinho aberta, do Dão,
E o copo à sua espera.
Olhei à volta e sorri…
Estava rodeado de pessoas
De quem eu gosto:
As minhas filhas, os meus sobrinhos
E os que sempre comigo estiveram:
Os que nunca me abandonaram!
Mesmo só senti-me acompanhado!
Olhei novamente e reparei que não havia maldade
Invejas ou hipocrisias;
Nem mirones a ver a qualidade das prendas,
Nem o número das que se ofereceram,
Ou se receberam…
Servi-me:
Estava branca, a posta do peixe "natalício", deliciosa,
Vos juro!
As couves a acompanhar e as batatas ao lado,
O ovo…Ah! As cores do ovo!...
Azeite alentejano, este ouro líquido e vinagre qb.
Sentei-me!
Fiz um brinde às pessoas especiais que trago sempre comigo
E não deixo em lado nenhum…
Coloquei a mão no peito, morada de quem amo.
Brindei à alegria, à honestidade e à força de lutar.
Não me esqueci de ninguém!
Comi umas fatias de queijo saloio
E rematei com um pouco desse vinho:
Alegre, revigorante, quente!...
Bebi o café e, não sendo hábito, bebi um digestivo.
Novamente um brinde a quem me acompanhou.
Um jantar de consoada em que me revi, reli e redescobri.
Meditei na vida, nos objectivos, nos azares, nas sortes…
O pai natal esteve longe mas com tanto para fazer…
Para o ano caber-me-á ser um dos contemplados.
Sorri novamente e antes de me levantar
Sorri também aos que guardo em mim.
Fui dar uma volta e deleitei-me com as cores das luzes reflectindo na baía.
Sorrateiramente olhei o céu:
Nublado e nem uma estrela (cadente) me deixou ver…malandreco!
Regressei a casa, sereno e preparei a deita.

Um bom dia de Natal para todos
E que seja sempre dia de Natal porque eu

Brindar-vos-ei sempre…todos os dias!...

Poema de Ferrus-João Falcato

10 comentários:

http://ecurioso.blogs.sapo.pt/ disse...

Embalada na musica e com alegria no coração, um feliz e auspicioso 2006.

Paula Raposo disse...

Lindíssimo! Sem palavras. Bom Ano de 2006. Beijos.

ferrus disse...

Nada tenho a opor pelo facto de teres usado o meu escrito :-) Obrigado pela preferência. Um bom ano de 2006 para ti e para quem desejes. Um abraço :-)

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

o ano velho està a findar,
que o novo ano vos traga
muitas alegrias é o que
A equipa do Meu Querido Diário
Vem desejar.

Boas Entradas e Feliz 2006
(Nadir, John e Odilia)

www.mybelovediary.blogspot.com

M.P. disse...

Um ÒPTIMO 2006!! Cheiinho de Poesia! :)**

Afrodite disse...

Os meus desejos (e conselhos) para 2006 estão na minha casota.
Vais buscá-los? São para ti.

§(~_~)§ beijo da Afrodite

terragel disse...

POESIA, os nossos ventos online pouco contribuiram para que nos esbarrassemos mais vezes neste ano, mais foi por causa deles que eu lembrei de vc neste finalzinho de 2005.
Que em 2006 os ventos soprem a seu favor, trazendo realizações para todos os seus sonhos.
FELIZ 2006

luisa disse...

Para ti, Poesia Portuguesa, Um Novo Ano muito, muito Feliz! Abraço

Manel do Montado disse...

(...) I was once lost, but now I found I was blind, but now I see (...)
Profundamente emocionado pela música, porque foi esta mesma que ouvi a bordo de um helicóptero AH-68 uma vez, numa história que ainda hei-de relatar, depois de quatro dias dados como perdidos/capturados pelos sérvios. Foram os US Marines que nos foram buscar a território hostil e, após a recolha, alto, bem alto, no sistema de som do heli a voz de Joan Baez cantava “Amazing grace”. Então como agora, chorei como só os homens sabem chorar.
Que as gerações futuras nunca conheçam a tragédia que o homem e só ele sabe criar, como se não lhe bastasse o que a natureza destrói.
Perdoa-me invadir o teu espaço para um desabafo, mas é a musica que mais me emociona, sempre.
Beijo

Acácio Simões disse...

Este ano que acabou
Não passou de fantasia
Agora q ue começou
Vai trazer mais poesia

Bom ano para todos