sábado, dezembro 03, 2005

Vem para mim




Vem para mim,
Mas olha primeiro o mar.
Traz-me o seu azul
Reflexo no olhar
(com o cheiro da maresia)
De relance deita uma mirada
Rápido ao sol e
assim reterás o amarelo.
(com um aroma de canela)
Peço-te mais,
Que me tragas
o arroxeado do poente
(olorado por lilases)
E o verdejante dos vales
na Primavera
(com o sabor do alecrim).
Queria também
nos teus olhos
O terno e quente
alaranjado
(mais o cheiro do jasmim)
Com que se pinta o céu
Na alba de mais um dia
Desejado.
Contigo, vem o vermelho,
(com um aroma de violetas)
Nesses rios
que te escorrem do peito,
aberto em borbotões.

Vem para mim
Com esse corpo
esguio e anilado
Meu arco-íris
Sentido, vivo,
Belo e só por mim sonhado
Vem para mim
Com esse teu cheiro
De mil aromas feito
A amor amado


Imagem e Poema de Yardbird
(7 de Junho 2004)

24 comentários:

  1. (...) Com esse teu cheiro
    De mil aromas feito (...)

    É o cheiro, o verdadeiro detonador da química do amor. Sem ele não recordação completa, pelo menos para mim. Posso encontrar fotografias pela casa, tocar objectos mas se o cheiro não estiver presente (as feromonas), nada feito.
    Excelente poema, como já habituaste quem te lê e então acompanhado com esta banda sonora é realmente para voar daqui para fora e divagar, perder-me…por aí, onde me possa encontrar sem querer perder-me.
    Beijo de boa noite e bom Domingo.

    ResponderEliminar
  2. Olha um poema do meu querido amigo Yard e que beleza de poema e de imagem!

    Este blog continua um must :)

    Beijo grande da Lina/Mar Revolto

    ResponderEliminar
  3. Um belo poema, como todos o que ele escreve...a imagem é lindissima.

    bjs aos dois

    ResponderEliminar
  4. Tão bonito o teu poema...tão bom passar aqui

    ResponderEliminar
  5. É um belíssimo poema!
    Excelente escolha!

    Um bom resto de Domingo!

    ResponderEliminar
  6. Poema muito belo que alia essencialmente dosi sentidos, visão e cheiro, cores e odores. Muito bem conseguido. Adorei!

    Um beijo e boa semana

    ResponderEliminar
  7. Nunca é tarde para se agradecer, pois não minha querida amiga? :-)
    Deixo-te um abraço do tamanho do poente, um beijo e um sorriso

    ResponderEliminar
  8. um lindo poema de yardbird, sim senhora. Adorei..
    Vou lá espreitar.
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. sabores, cheiros e imagens fantásticas!

    ResponderEliminar
  10. As palavras diluem-se no colorido das águas do amor amado e toda a natureza é reflexo desse corpo amado: bela imagética.

    ResponderEliminar
  11. Olá. Vim visitar o teu blog para agradecer as palavras simpáticas que deixaste no diário. Tratei de linkar o teu, gostei de que li por aqui e certamente que voltarei.
    Quanto a este poema, gostei muito do seu tom, muito rico e perfumado.


    Beijos, João.

    ResponderEliminar
  12. Belo poema de desejo, "colorido" e "olfactivo". Beijos

    ResponderEliminar
  13. LINDOO poema! GOSTEI

    "Na intimidade,
    próximo do silêncio,
    onde habitam sons
    e palavras,
    á flor da pele,
    perto do vazio
    que encanta
    as multiplas emoções.
    De sentimentos
    apaixonados,
    de beijos puros
    e imaculados.
    Tocam-me vagarosamente
    nos lábios,
    a intensidade é movida
    no desanrolar
    dos movimentos..."

    Bjs pra ti

    ResponderEliminar
  14. Cheio de cor e aroma, gostei do poema pela forma esguia com que se desdobra, verso a verso…

    ResponderEliminar
  15. belissimo este poema do nosso querido Yardbird!

    beijinho

    ResponderEliminar
  16. Gosto da arte dessa escrita... envolvente em sabores e cheiros!!

    Fica bem
    Bj Vagabundo

    ResponderEliminar
  17. Finalmente,conheço o texto! De que muito gosto, como é regra com a escrita do queridíssimo Yardbird.

    Já menos constipada, deixo um beijo.

    ResponderEliminar
  18. Finalmente linkei-te. Já não era sem tempo :-)
    Gostei da ideia de colocares os poemas de alguns amigos da blogosfera.
    A tua escolha é sempre boa.
    Vou voltar mais vezes e agradeço os comentários que deixas no meu blog
    Beijos.

    ResponderEliminar
  19. gostei deste poema, gostei mto
    adorei essa foto, bela escolha
    jocas maradas de maresia

    ResponderEliminar
  20. { ...

    hoje não te.deixo

    «aquilo que só se escreve»

    deixo.te «aquilo que só se pode cantar»

    http://www.epitonic.com/files/reg/songs/mp3/Arco-Driving_At_Night.mp3

    ... }

    ResponderEliminar
  21. lindissimo este poema. cheio de de aromas em cada verso

    tens um excelente gosto a imagem também é linda

    beijinhos

    lena

    ResponderEliminar
  22. Lindo. Gosto da sensualidade das cores e dos cheiros.

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,