sexta-feira, março 10, 2006

Caixinha de música...


Imagem de autor desconhecido

impregno-me em ti como um perfume
como quem veste a pele de odores ou a alma de
cetins
quero que me enlaces ou me enfaixes de muitos
laços
abraços fitas ou fios transparentes

em celofane brilhando uma prenda
uma menina te traz vestida de lumes
incandescendo incandescente
te quer embrulhada em véus de seda e brocado

encantada a serpente a flauta o mago
senhor toca
e quando me toca
o corpo eu abro

caixinha de música
dentro
com bailarina que dança

(Poema de Ana Mafalda Leite)

16 comentários:

Era uma vez um Girassol disse...

Gostei imenso deste poema. E da música. E da imagem.
Resumo: é sempre com enorme prazer que páro no teu cantinho e aprendo quanto vale a palavra portuguesa traduzida em versos...
Bjs

Licia disse...

Lindo o teu blog.

Parabéns

Bjinho

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Lindo, como uma lufada de ar fresco numa noite de verão...
Bjs e bom fim de semana

acaso disse...

Belo este escrito. Gostei bastante. Voltarei sempre que possível.

wind disse...

Belíssimo post:) beijos

Isabel-F. disse...

....uma ternura...

não conhecia...foi bom ler...


beijinho

Isabel-F. disse...

....uma ternura...

não conhecia...foi bom ler...


beijinho

Delfim Peixoto disse...

Um bom motivo para voltar!

bela disse...

É com muito prazer que venho todos os dias ao teu blog, gosto imenso dos poemas e da música que lá existe, está espectacular.

Anónimo disse...

Sempre a mesma sensibilidade de gosto, a mesma delicadeza de forma, o mesmo encanto ao ler e ouvir.
Indispensável vir ao teu blogue.

Carlos
Garatujando

kinha disse...

Eu conheço a Mafalda. E vim trazer um beijinho e bom dia.

Maria Pedro disse...

És tu? A Mafalda!
Muito bonito o teu refúgio, muito calmo...

Thiago Forrest Gump disse...

Belo post, mas o anterior está sublime! Muito profundo.


Beijinho

lique disse...

Como uma oferenda! :) Um poema lindo.
Beijinhos,amiga e boa semana

amita disse...

Lindo, ternurento como uma dádiva. Bjinhos e uma flor

lena disse...

um belo poema que partilhas, como me senti bem passar por aqui ler, e na caixinha de música imaginar a bailarina dançar

beijinhos para ti, muitos

lena