quarta-feira, março 29, 2006

escuto o cantar do vento...


louco o vento
no sopro vibrante da melodia

cantou agitado
bailou nas folhas outonais

sóbrio
impertinente
flutuou nos sonhos

despertou preguiçoso
no jejum do dia
saudando a branca manhã

sem peso renova-se
sem medos, sem sustos
sopra no coração

poderoso e livre
torna a doce brisa amarga

engana de frente ou pelas costas
em gritos esfumados
arrasa cruel sem se deter

quebra pela força
a beleza da vida presente

(Poema e Imagem da Lena in Cabana de Palavras)

14 comentários:

  1. Uma bonita composição em jeito de aguarela; até o vento parece brisa!...
    jorgesteves
    http://www.contextualidades.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  2. Olá poesia!
    Obrigada pela visita ao meu blog.Acabei de criar oitra só com textos e poesia minha.
    Aqui o teu cantinho é uma doçura. Bjs

    ResponderEliminar
  3. errata: outra onde se lê oitra heheheh

    ResponderEliminar
  4. Sensibilizada e emocionada foi como fiquei quando li que colocaste um “poema” meu aqui, emocionada com o que deixaste escrito na minha cabana e claro que não há algum inconveniente em o teres colocado aqui, não sei é se consigo corresponder à beleza do teu cantinho. Obrigada por me leres e por me lerem, é já muito para mim

    Beijinhos muitos para ti doce menina

    lena

    ResponderEliminar
  5. A Lena escreve.....fabulosamente...
    adoro ler o blog dela

    ResponderEliminar
  6. Lena és fabulosa a tua poesia é fantástica. beijinhos amiga

    ResponderEliminar
  7. Linda menina que nos presenteias com um poema belíssimo e tens um blog espectacular.

    Amiga continua sempre a escrever.

    Beijo doce

    Isa

    ResponderEliminar
  8. Excelente, o poema e a imagem.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  9. Que linda selecção. Parabéns à Lena e à Poesia Portuguesa.

    Beijinhos para ambas.

    ResponderEliminar
  10. Obrigada pela visita! E tens aqui um magnifico, acolhedor e interessante cantinho!!! Gostei, beijinhos

    ResponderEliminar
  11. Era isso que eu ía escrever... que este é um local acolhedor onde apetece vir e estar. :)

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  12. Gostei muito de descobrir este teu cantinho, adorei deixar-me envolver nas tuas palavras que acarinho na minha alma como uma melodia que nos transmite sentimentos. Obrigado pela tua visita, eu é certo que irei voltar.
    Um abraço

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,