sexta-feira, junho 02, 2006

Outras Águas...

Gravura de David Almeida



Amarás o pássaro
cantando.

Amarás a lua
respirando
sobre o corpo das mulheres
e das cidades.

Amarás a curva delicada
no adeus da folha do salgueiro
a caminho do Outono.

Não hesites.

Ama em cada instante
a música que nasce e nunca voltará.

Este é o teu destino:
branco sobre branco.
Água deslizando
a caminho
de outras águas.

Poema de José Fanha



(Sobre uma gravura de David Almeida)

18 comentários:

  1. Excelente!!
    Já vi essa imagem ao vivo, mas não recordo onde!!
    Soberbo o poema do Zé Fanha. Estamos todos de parabéns por este momento magnifico
    Cumprimentos do

    JN

    ResponderEliminar
  2. - Ama em cada instante
    a música que nasce e nunca voltará.-

    É isso tudo. Gostei.

    ResponderEliminar
  3. José Fanha não é um dos autores do Código D'Avintes?
    Já o ouvi ler poesia. Gosto do som da voz dele.
    Bfs e um beijito. Ana

    ResponderEliminar
  4. Belíssimo poema. Pelo caminho do Amor abrir-se-á a claridade e a Paz.
    Bjinho e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  5. Vim para ler poesia. Saio encantado por esta música que adoro.
    Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  6. olá
    e vai mesmo haver sessão de autógrafos em Vila Nova de Gaia para a semana. No meu blog irei indicar, local, hora e data.
    xi
    maria de são pedro

    ResponderEliminar
  7. Visitei o teu cantinho e deliciei-me com teus poemas.Parabéns e um óptimo fim de semana.
    Intemporal.blogs.sapo.pt

    ResponderEliminar
  8. Amo ..no teu poema... e esse poema é lindo. Excelente semana.

    ResponderEliminar
  9. (...)Amarás a lua
    respirando
    sobre o corpo das mulheres
    e das cidades.(...)

    Um poema, uma musica, uma imagem...a trilogia perfeita para o momento.
    Bj e boa semana...

    ResponderEliminar
  10. Sempre a surpreender!

    Obrigado pelo poema do Fanha.

    Boa semana

    ResponderEliminar
  11. O poema é uma beleza, ou não fosse do autor que é, ainda por cima há pouco convertido à comunidade blogueira. Um blogue a visitar, um autor a não esquecer.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Lindooooo!!! E a música, podes dizer quem canta?? Gostei tantooo
    Beijito pra ti da
    Claudinha

    ResponderEliminar
  13. Gostei muito deste poema :)

    Boa escolha!

    Beijo

    ResponderEliminar
  14. Really amazing! Useful information. All the best.
    »

    ResponderEliminar
  15. Espetacular o poema. Realmente, o único meio de viver é amando; amando tudo!

    ResponderEliminar
  16. I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
    »

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,