sexta-feira, junho 16, 2006

Percurso



Num campo de papoilas
O meu sonho
Num oceano frio
O teu olhar
Nas areias da praia
O teu cabelo às ondas
No vento do deserto
O meu amar

Na curva do caminho
O teu ar sério
No cume da montanha
O meu querer
Numa cidade à noite
O teu mistério
Num vale de espera cor-de-nada
O meu sofrer

Nas asas de uma pomba
As mãos com que te afago
Na palidez da Lua
O teu sorrir
Numa noite sem estrelas
O teu sono
Num rio impetuoso
O meu sentir

Num lago gelado
A minha mágoa
Numa manhã cinzenta
O teu torpor
O teu desejo
Numa poça d´água
Numa terra distante
O meu amor

Num prado verdejante
A minha esperança
Numa ilha deserta
A minha solidão
Num livro em branco
Meu sonho de criança
Numa história de Amor

A minha inspiração...

Poema e Imagem de Berenice

17 comentários:

  1. Poema de uma beleza que me deixa quase sem palavras. Muito bem construido na sua sucessão de imagens belíssimas e ilustrado com uma imagem perfeita e com algo de etéreo. Adorei este momento!

    Um beijo

    ResponderEliminar
  2. uauuu que poema...

    bom fim de semana
    bjs
    della

    ResponderEliminar
  3. Carissima Poesia Portuguesa, depois da nossa breve conversa indico o sitio onde o seu blog está copiado, o meu já foi retirado de lá pois estava sem minha autorização. Abraço
    lobo do mar.
    http://carmelo.blogtok.com

    ResponderEliminar
  4. um poema forte!
    ( Há pessoas a copiarem???)
    bjnhs doces

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

    ResponderEliminar
  6. Sempre boas escolhas :)
    beijos e bom domingo

    ResponderEliminar
  7. Poesia sublime! A excelência sem fronteiras!
    Parabéns!
    Obrigado pela visita ao meu blog.
    Até sempre!

    ResponderEliminar
  8. tanta é a beleza que brota deste poema que me fascinou,
    imagens que se sentem,
    um bom momento de poesia,
    uma ilustração perfeita


    beijos com carinho

    lena

    ResponderEliminar
  9. Estive a ler o poema e fui ouvindo a musica. Pode-se ouvir milhares de vezes que não cansa. Obrigado pela tua visita.
    fica bem.
    Manuel

    ResponderEliminar
  10. Caramba! Embora nunca o deseje, às vezes penso que vou encontrar neste espaço e noutros a repetição, o lugar comum...mas não.
    Superas-te e em cada momento fascinas mais. Sou um bruto a que a vida deu uma casca dura por for a e ainda deixou uma réstia de sensibilidade no interior, mas o que nunca perdi foi o sentido do esteticamente belo e tocante. A forma como escreves ou escolhes os escritos, são estados de alma que reconheço e me são conhecidos.
    Sem mais, um beijo pela excelência e pelo talento.

    ResponderEliminar
  11. A minha 'inspiração' diz-me que, algures, deixei cair um qualquer pecado...

    jorgesteves

    ResponderEliminar
  12. Um lindo poema, com uma belissima expressão poética...

    ResponderEliminar
  13. Lindíssimo poema

    "Num campo de papoilas
    O meu sonho"

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  14. Sempre bons momentos se passam aqui.

    Gosto muito de tuas escolhas além do acompanhamento musical.

    Boa semana

    Beijos

    ResponderEliminar
  15. Um belo poema este. Imagens fortes e sentidas. beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Boa noite, Poesia!
    Venho agradecer a sua visita ao meu blog, demonstrar-lhe o meu contentamento por ver postado aqui, neste tão belo espaço, um poema tão enraizado em mim, e também conhecer melhor o seu blog. Não o fiz há mais tempo, porque estive impossibilitada, em virtude de uma avaria no meu computador.
    Parabéns pela escolha deste tema musical que é sublime! Apetece ficar aqui indefinidamente a ouvi-lo, dando asas...
    Voltarei muitas vezes.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,