quarta-feira, junho 14, 2006

Pintor





Se eu fosse pintor
Pintava-te nua
Com minhas mãos trémulas
Misturava as cores em pinceladas desiguais
Perdia-me tacteando
Nas curvas redondas de teus seios
Entre a linha do horizonte e o por do sol.

Mas porque não sou pintor nem tenho jeito
Quero que me perdoes se te usei, no pensamento
Ou ousei desnudar-te, e ver-te assim exposta entre o sol e o horizonte
E profanado as curvas de teus seios
Neste fim de tarde do Outono que termina.

O meu amor por ti ou a ausência do teu por mim
São algo que não se confessa mas se sente
Sei que te usei, modelo em nu artístico
Porque sonho contigo
Sei que és a desculpa do meu sonho instituído
Por isso, se fosse pintor
Pintava-te nua de cabelos ao vento…



Poema de Lobo do Mar


Imagem de Tiago Estima

14 comentários:

  1. Muito bem escolhido esse poema, pois que o autor merece pela beleza das imagens que nos transmite na palavras....

    ResponderEliminar
  2. Não vi a imagem mas imaginei a mulher! ;)

    ResponderEliminar
  3. Tenho vindo a apreciar o teu blog e quero felicitar-te. A recolha e divulgação que vens fazendo de trabalhos de autores mais ou menos conhecidos é um trabalho criterioso e, o que para mim é muito importante, um acto de generosidade e partilha. De louvar.
    Beijinhos.
    Licínia

    ResponderEliminar
  4. aprecio os critérios da tua selecção. muita qualidade nas escolhas. beijos

    ResponderEliminar
  5. continua encantada com o que nos vais oferecendo e este poema é tão belo

    que bons poemas temos por aqui e com tão boa qualidade

    os meus parabéns

    fica com um beijo meu

    lena

    ResponderEliminar
  6. Vir aqui já é com a certeza de que venho encontrar sentimentos intensos traduzidos na arte das palavras. A provar isso mesmo este poema de Lobo do Mar.

    ResponderEliminar
  7. Mais uma excelente escolha, com uma imagem que descreve o próprio poema. Gostei da escolha da musica. Muito bem seleccionado, como já é habitual em ti.
    Cps
    JN

    ResponderEliminar
  8. Belo Poema e bela imagem. Bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  9. Lindo!
    Vou atrever-me a continuar!Posso?

    E se eu fosse poeta
    escrevia-te...

    Escrevia o brilho do teu olhar letra por letra...
    escrevia palavra a palavra
    a maciez da tua pele...

    Fazia sonetos das tuas emoções
    e soletrava as tuas sensações
    com a alma dormente de magia
    como quem declama
    o mais intenso dos poemas...

    ResponderEliminar
  10. Olá
    as tuas escolhas são de facto de muito bom gosto. este está mesmo demais.. Se eu fosse pintor... Bjhs e bom fds

    ResponderEliminar
  11. Olá, venho agradecer a partilha.
    Gosto de me reler assim de uma outra forma.
    Abraço terno do mar em marés cheias.

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,