segunda-feira, outubro 09, 2006

Escadaria


Fonte da imagem: Clarence Signormori

Subo a escadaria
De mármore polido
Até ao topo
Derrapo nos últimos degraus
Quase me estatelo
Equilibro-me a custo
Dum golpe de rins
Bem delineado
Alcançando a muralha
Donde consigo avistar
Aquilo que tu não queres ver
Quando subires
A escadaria de mármore polido
Cuidado nos últimos degraus
Eles escorregam...

(Poema de Paula Raposo in Canela e Erva Doce)

No próximo dia 14 de Outubro às 18.30, será lançado o livro de poesia "Canela e Erva Doce". Mais detalhes aqui

17 comentários:

Amaral disse...

"Escadaria" é um bom excerto daquilo que poderá conter o livro de Paula Raposo.
Daqui vão os meus votos de felicidades para o trabalho da Paula que se entrega à poesia com o coração amplamente aberto...

doistons disse...

Gostei muito do poema. gostava de estar presente no lançamento do livro. Beijinhos

A Rapariga disse...

Com a qualidade da Paula

Sem defeito!

dulce disse...

Vou lá estar.
Beijos

Betty Branco Martins disse...

POesia Portuguesa

Parabéns pela escolha do belo poema.

Parabéns à Paula Raposo pela sua excelente poesia.

Beijinhos

In Loko disse...

É bonito, é simples, é fácil de ler este «escadaria»... mas há um segredo (o que não gostarás de ver?!) no cimo da escadaria?... Abraço PP, e felicidades Paula.

Alma da Terra disse...

Saudações!
Obrigado por compartilhar um pouquinho de seu espaço comigo
::::::::::::::::::::::::::::
Tenha um Lindo dia
Cadi
:::::::::::::::::::::
Alma da Terra

Paula Raposo disse...

Obrigada pela agradável surpresa! A fotografia está genial. Fiquei sem palavras. Muitos, muitos beijos.

Catarino disse...

Muito bem escolhido e para além dos bons poemas que escolhes é de louvar a tua procura pela blogosfera de poemas tão belos como os que aqui encontrei...
Parabéns pela iniciativa e pelas excelentes escolhas....

Estrela do mar disse...

...bonito poema!...


Besitossssss

Teresa David disse...

Tanto a foto como o poema são deliciosos de ler e ver, e tb em boa hora vi aqui que o livro da Paula Raposo vai ser lançado no Sábado, pois vou tentar ir até lá, uma vez que fomos companheiras do livro "Poesia nos blogs".
Bjs
TD

© Piedade Araújo Sol disse...

bem as estilo da "nossa" Paula, bonita escolha da PP, e felicidades para o livro.

{{coral}} disse...

Poema de muita qualidade.
Chamada de atenção aos degraus que vamos subindo na vida, sendo para os últimos, muita determinação, e equilibrio.
Vou tentar estar no lançamento da Paula, somos de uma terra banhada pelo mar.

Beijo
{{coral}}

herético disse...

um exclente bailado...

subir os últimos degraus, requer cautela, de facto...

luiz angelo disse...

Alma de Menino

Buscando alento prá fugir da ansiedade,
Olhei pro céu, como a procura de abrigo;
Pedi a Deus prá me trazer felicidade,
Então senti que ela já estava comigo.


Foi quando olhei para as estrelas luminosas,
E percebi que era feliz e não sabia,
É que nem sempre a vida é toda cor-de-rosa.
Mas é mister vivermos bem, sem fantasia.


Algumas vezes nos achamos reclamando,
Por coisas tolas, demonstrando egoísmo.
O ser humano vive se martirizando,
Talvez por falta de viver com altruísmo.


Tentar fazer um pouco mais pelas pessoas
Sem se importar em receber a gratidão,
Pois quem ajuda já faz uma coisa boa,
Que lhe enobrece e traz calor ao coração.


Tudo na vida tem uma razão de ser
Desnecessário é ditar regras ao destino,
Porque Deus sabe a hora certa de trazer,
Felicidade aos que têm alma de menino.

luiz angelo vilela tannus
11/01/2006

sob licença
creative commons

2 comentários
Próxima Anterior

--------------------------------------------------------------------------------

Anónimo disse...

Uma boa amostra do que será o livro.
Parabéns do zé

Passeando no Parque disse...

A escada da vida numa poesia curiosa; imagem muito adequada.