segunda-feira, dezembro 18, 2006

As barreiras da razão...


Imagem de Debra Martelli



Hoje não me falem de dor
Levantei as barreiras da razão
Defini as palavras proibidas
Dor, não!
Digam do tempo, da chuva ou da bruma
Talvez do frio das noites
No conforto das casas aquecidas
Digam do mar
Que repousa em cachos de espuma
Diz-me tu, da vida
Não da tua nem da minha
Da dos desconhecidos que se cruzam
Na margem paralela do caminho
Conta histórias de outros tempos
De dias por conhecer
Enche-me de palavras os ouvidos
Das que despertam os sentidos
Sem limites nesta rota de ilusão
Hoje, dor não!


(Poema de Vida de Vidro)


17 comentários:

olga disse...

Não mais dor!
Que o Mundo se consciencialize!

Feliz Natal!
Feliz 2007!

*.*

João Filipe Ferreira disse...

que lindo poema e mais uma vez com uma belissima imagem:)
beijinho enormeee
e feliz Natal!!!=)

Anónimo disse...

Um Natal sem dor e um 2007 idem pra você.

Beijos meditativos.

Ana Sobral disse...

Tens razão!! Dor, não!!

Beijocassss fofas e feliz Natal cheiinho de coisas boas são os votos da Anita

Luís Sirgado disse...

Poema muito lindo, adorei. Feliz natal!!!

Passeando no Parque disse...

Que azul celestial!! Quem lembra de dor?
Beijão e Feliz Natal pra vc e restante familiares

http://shakermaker.blogs.sapo.pt disse...

Ora viva!

Hoje não venho comentar nem tão pouco ler. Deixo isso para outro dia, com todo o gosto.
Vim apenas fazer publicidade descarada e como já estou naquela fase em que faço tudo o que me apetece e todos me ignoram pois já estão habituados, então cá vai...
Começou a atribuição dos blogjobs do shakermaker.
Por isso, já pode confirmar se foi um dos contemplados com tão desprestigiante galardão.
Atenção: não tome isto como desconsideração. Afinal, isto é apenas uma brincadeira e se não fosse um visitante quase assíduo deste blog não viria aqui de todo.
Já agora, aproveito também para lhe desejar Boas Festas!

Um abraço...
shakermaker

DE PROPOSITO disse...

'Hoje não me falem de dor'.
Pois é.
Que interessa não falar, se quem a tem não a esquece um só momento. É que os milagres são coisas de outros tempos. E quem tivesse dor até era um sortudo, pois dessa forma tinha o céu assegurado. Enquanto que os que não tinham dores e era só prazeres mundanos esses tinham o inferno como caminho. Só não entendo é porque o poder tinha belos palácios enquanto os humildes viviam em barraquitas, onde o frio entrava por todos os lados. Estou me lembrando do poema do Augusto Gil
'BALADA DE NEVE', dos versos finais.
Fica bem.
Tudo de bom para ti.
Manuel
...................
Balada da neve


Batem leve, levemente,
como quem chama por mim.
Será chuva? Será gente?
Gente não é, certamente
e a chuva não bate assim.

É talvez a ventania:
mas há pouco, há poucochinho,
nem uma agulha bulia
na quieta melancolia
dos pinheiros do caminho...

Quem bate, assim, levemente,
com tão estranha leveza,
que mal se ouve, mal se sente?
Não é chuva, nem é gente,
nem é vento com certeza.

Fui ver. A neve caía
do azul cinzento do céu,
branca e leve, branca e fria...
- Há quanto tempo a não via!
E que saudades, Deus meu!

Olho-a através da vidraça.
Pôs tudo da cor do linho.
Passa gente e, quando passa,
os passos imprime e traça
na brancura do caminho...

Fico olhando esses sinais
da pobre gente que avança,
e noto, por entre os mais,
os traços miniaturais
duns pezitos de criança...

E descalcinhos, doridos...
a neve deixa inda vê-los,
primeiro, bem definidos,
depois, em sulcos compridos,
porque não podia erguê-los!...

Que quem já é pecador
sofra tormentos, enfim!
Mas as crianças, Senhor,
porque lhes dais tanta dor?!...
Porque padecem assim?!...

E uma infinita tristeza,
uma funda turbação
entra em mim, fica em mim presa.
Cai neve na Natureza
- e cai no meu coração.



Augusto Gil

Amaral disse...

Adorável!...
Um poema único e belo. Contém a energia que faz da vida Aquilo que harmoniza as pessoas e as coisas na Unidade perfeita...

Sulista disse...

Hoje e nunca!

Lindissima imagem :-)

Mais um Beijinho Grande
*********Feliz NAtal*********

Anónimo disse...

"I have been using Advanced Gain Pro for 3 months now and I must say I'm simply amazed. I really didn't think the product would have this many benefits. I really only purchased the pills to help the reliability of my erections. But to my surprise every aspect of my penis and sex life has improved. I have larger, harder erections easily, and I can really satisfy my girlfriend fully now."
Dexter, Chicago

Do what millions of other men are doing today

________________________________
Our others products, more info here:
Ultra Allure Pheromones
Anatrim

{{coral}} disse...

Belo poema. Esta página é como uma imensa árvore onde os seus braços se estendem em sombras.
Desejo um Santo Natal a todos os que aqui participam, e visitam esta página.
2007 seja um ano com mais paz no Mundo, seja suprida a fome que tanta avassala alguns países, e chegue muita luz às almas.

Um imenso natal
{{coral}}

Paula Raposo disse...

Gostei deste lindo poema!! Lindo! Beijos.

Anónimo disse...

"I have a Dream"...
Um beijo do tamanho do Mundo!
Angie

Anónimo disse...

UM SANTO NATAL E QUE 2007 SEJA DE FACTO UM "ANO ÍMPAR"... :-)

rouxinol de Bernardim disse...

Lindo, lindo, lindo... quase tão belo como o soneto hoje postado pelo cientista Dr Kagadelinov que me honrou com a sua veia poética!

Não perca!

FWELIZ NATAL!!!

wind disse...

Excelente escolha:)
Vim retribuir os votos de um Bom Natal:)
beijos