sexta-feira, janeiro 19, 2007

Sonhar….


Óleo de Sophie Barjavel


Quem és tu que me fazes sonhar?
Um feitiço que alguém me lançou!

Laço triangular, não o quis apartar
Nos braços alguém que me elevou!

Espera! - Que eu acorde de manhã...
Dá-me tempo e espaço, o que alterou?

Preciso de esconder o infame traço...
Corrompida esta alma! - Que amou!

Quiseste dar-me o céu, peguei numa estrela,
Ofereceste-me o mar, uma gota me lavou!

Num olhar, indicaste um lindo bosque,
Em pegadas que alguém já desflorou!

Vai! - E procura os nómadas do deserto...
Impetuosa, esquecerá quem as deixou!

Quem és tu que me fazes sonhar?
Um feitiço que alguém me lançou!

(Poema de Maria Valadas in Palavras.ao.Vento)

14 comentários:

  1. francescaaquinobr@gmail.com20 janeiro, 2007 04:14

    [b][blue]Linda essa página!!!
    Adoraria poder receber o Poema de Maria Valadas.
    Parabéns!
    Obrigada.
    F.A.

    ResponderEliminar
  2. lindissimo este poema da maria :)
    beijos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. Lindo...
    E tamanhas questões que todos os dias muitos de nós fazemos...
    Encaixa-se em mim...

    Bonito mesmo este Poema de Maria Valadas!

    Um beijo de Bom Fim de Semana da =^.^= TARINA

    ResponderEliminar
  4. A sensibilidade das tuas escolhas é espantosa!! Um poema onde me revi completamente. A imagem é espetacular!!
    Tudo lindissimooo
    Beijossss da Anita

    ResponderEliminar
  5. Parabéns à Maria Valadas... e a quem teve o bom gosto de publicitar tão belo poema...

    ResponderEliminar
  6. "Quem és tu que me fazes sonhar?"

    Muito bonito este poema. Aliás, todos os poemas que falam de Sonhos, tocam profundamente...

    Eu sou um grande sonhador!... (e gostava também de ser um feiticeiro...)

    Os meus parabéns pela magnifica escolha do texto e o óleo é lindissimo.

    Um beijo do "Montanheiro"

    ResponderEliminar
  7. Diz ali alguém que gostava de ser feiticeiro: também EU!!!

    Perco-me nestes teus blogues. Sabes as vezes que entrei e saí para os ler? Não te digo; ficarias vaidosa!

    Diria que na sua simplicidade este poema é PERFEITO!...

    Parabéns a quem o escreveu e a quem o escolheu.

    Beijo ambas

    ResponderEliminar
  8. Não conhecia o blogue nem a poesia de Maria Valadas.
    Li e gostei da sua maneira escorreita e firme com que conduz os versos.
    Razão para ir visitar o seu sítio...

    ResponderEliminar
  9. são sempre excelentes as tuas escolhas uma outra poetisa a seguir com atenção. beijos

    ResponderEliminar
  10. "Quiseste dar-me o céu, peguei numa estrela,/
    Ofereceste-me o mar, uma gota me lavou!"

    Continuas divulgando poetas menos conhecidos (para mim).

    Para quando uma colectânea de toda esta poesia contemporânea?

    ResponderEliminar
  11. menina, entrei para me encantar, acabei enfeitiçada por este belíssimo poema!

    que bem escreve a poeta Maria Valadas

    mais um cantinho que abracei com um grande prazer e tu doce menina, partilhas sempre com tanta sensibilidade, tudo fica perfeito!


    abraço-te docemente

    lena

    ResponderEliminar
  12. Parabéns pintora de palavras!!! Lindo poema!

    ResponderEliminar
  13. Adoro sonhar!O sonho liberta-nos da imposição da realidade!Que bom ter esse "feitiço" que nos faz sonhar!Bjs.

    ResponderEliminar
  14. Fantástico! Parabéns! Lindooooo!

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,