terça-feira, maio 08, 2007

Tu mesmo...


Imagem daqui


Que um dia encontres
nas tuas mãos
aquilo que procuras
para além de ti

Que um dia descubras
no silêncio da alma
o que esperas de ti mesmo

Porque metade é querer
E outra parte é recusar

Que um dia
as metades do Amor
de que és feito
se unam e não mais se separem

Porque metade de ti é querer
E outra parte é recusar

Que um dia
alcances a plenitude
e a Paz que mereces

Porque metade de ti
é alegria
e a outra parte
é tristeza

Uma metade de ti
é a vida que te abre os braços

e a outra parte de ti...
és tu mesmo...!


(Poema da
Magia)

12 comentários:

.*.Magia.*. disse...

Olá...
Enterneci...
O poema que escolheste.
Foi escrito para uma pessoa de que gosto muito...

Enterneci especialmente por ver a minha palhacinha aqui...
Ficou linda na tua casa...!

Um beijo para ti...
E obrigada por te teres lembrado de mim...

A musica é linda...

Paula Raposo disse...

Está lindo o poema da Magia!

Passo disse...

adorei este poema :) ta lindo ... metade de mim adorou e a outra metade axo q extasiou :))

ponto azul disse...

Vim deixar beijinhos e dizer que adorei a borboleta!:-)

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

A Magia é um docinho (não consegui outra palavra)... tantos que ela tem que, enfim...

Olha, sabes... ando com saudade de ver aqui um texto meu, não consegues dar um jeitinho?
(a modos que cunha)
Andam por aí uns prémios, preferia ser destaque no teu blog, sou averso a prémios.
Trocava os meus 5 ou 6 por uma presença no teu cantinho.
Preferências, enfim...

Bom, vou embora.
Até outro instante!

O Montanheiro disse...

Não podia escolher melhor momento para regressar a este cantinho...

O poema está bem escrito, com muito sentimento. Os meus parabéns à autora, sobretudo pelo seu comentário "foi escrito para uma pessoa de quem gosto muito...".

A ti... o meu obrigado por esta bela escolha.

P.S. Neste regresso, aproveitei para visitar os teus trabalhos anteriores. Estão todos lindos, dignos de uma grande mulher que se tem dedicado, de alma e coração, à divulgação da poesia portuguesa.
Não quero deixar de referir que estás lindissima na foto...

Um beijo

Estranha pessoa esta disse...

Se colacas cunha ao Maluco da Capital, tens que 'cunhar-me' também ehehehe

:)

Belo estaminé.
Belas palavras.
Doces sentires.

Muito bonito este espaço de partilhas.

Abraço desassossegado para ti **

A.S. disse...

Belissimo poema querida Magia!...
Como vês eu tinha razão!!!

Um grande BeijO...

Menino Azul disse...

Quero metade de mim por inteiro.
Seus belos poemas são dignos de notas, este em especial parece que falou comigo.

Amplexos

£oµ¢o Ðe £Î§ßoa disse...

EU MESMO...



Combinados.
Tu refrigeração, eu congelação.

(Bem, esta só eu devo entender, piadas que nem lembra ao 666. Adiante...)

Surpreende-me, o teu bom gosto de certeza que não me irá fazer desfalecer :)))))

Apetece dizer que, estamos a dar maus exemplos.
A cunha resulta!!!


Até outro desinstante dum instante quaisquer.

Anónimo disse...

Olá!!
Só para dizer que metade de mim adorou este poema, mas a outra parte de mim simplesmente...amou!!

Parabéns pelo blog!! Está uma ideia fantástica!!

India

Anónimo disse...

Lindoooo mesmo...ora a poesia...ora a pintura...ora a música...
Uma amálgama de arte.
Também gostava de colocar aqui um poeminha...Dará??? Como fazer para tal??!!!
Mariapoesia