terça-feira, julho 24, 2007

Perto de Ti


Foto da autora



Estou aqui perto de ti
Embora não me oiças

Regressei do silêncio
Do qual um dia parti

Não sentes o assobio
Do vento na esquina?

O outro lado da vida
Que tua vida não viu


(Poema de Eduardo Graça in Caderno de Poesia )

11 comentários:

  1. Uma brisa poética tão doce, que mais parece uns ovos moles de Aveiro!...

    ResponderEliminar
  2. parece um folha vogando no ar. Lindíssimo!!!
    Beijão da Ana

    ResponderEliminar
  3. Sim, estás perto ... pressinto-te aqui, invisivel mas presente!!!

    Nada está terminado, é um amor inacabado que espera que o tempo da loucura frenética volte. E esse dia tarda em amanhecer!

    ResponderEliminar
  4. assobio do vento. para almas vibrantes. que sabem escutar...

    beijos

    ResponderEliminar
  5. Perto, mas tão longe.
    Fica bem.
    E a felicidade por aí.
    Manuel

    ResponderEliminar
  6. Continuas a fazer um óptimo trabalho de selecção! Muitos parabéns!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. CARLOS MARTINS26 julho, 2007 11:11

    É SEMPRE COM RENOVADO GOSTO QUE VISITO OS TEUS BLOGS.

    SÃO MOMENTOS DE HARMONIA
    E PRAZER ESPIRITUAL QUE CONCEDO A MIM MESMO LENDO A POESIA POR TI ESCOLHIDA PARA O "POESIA PORTUGUESA"

    ResponderEliminar
  8. Já vagueei por quase todo o teu blog. Já li e reli, ouvi a música, deliciei-me com as imagens.
    Estou encantada!
    Adoro a poesia do nosso país. Adorei o teu blog!
    Muitos e muitos PARABÉNS!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  9. "Que tua vida não viu
    O outro lado da vida"

    Dia de sol.

    ResponderEliminar
  10. O amor nos transporta a qualquer lugar que queiramos e só os amantes são capazes de entender, ver e ouvir. Lindo poema!
    Fique com Deus!
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. ola quero dizer que gostei muito da poesia e que quero que esta pessoa continue a fazer poesias assim bj

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,