quarta-feira, julho 09, 2014

Dor

Pintura de  Adolfo Payes

Para Miguel
             
        A dor
Que te vai na Alma
Não a sufoques. Não a reprimas
Sê misericordioso para com ela
        
Chora-a
        
Dor chorada. Dor vencida. Dor sublimada
Tem o conhecimento dos Deuses
Que os anjos almejam saber
            

Örebro, 02 de Março de 1998

5 comentários:

Graça Pires disse...

Um poema sentido de João Cardoso. A tocar a pele...
Beijo, MM.

Anónimo disse...

Que poema tão sensível e ao mesmo tempo tão humano
Para se dizer tudo o que é necessário não são precisas grandes palavras

Bjs no teu coração

Telma Rodrigues

Manuel Pintor disse...

se ama dor também
se dá amor também

Pérola disse...

Uma dor que se espraia na alma, livre como toda a dor sabe ser.

Beijo

Mar Arável disse...

A dor implode