terça-feira, junho 16, 2020

ADIAMENTO - David Mourão-Ferreira

Fotografia de João Manuel


Olhar-te bem nos olhos: que voragem!
Ouvir-te a voz na alma: que estridência!
É tão difícil termos coragem
de nos vermos enfim sem complacência.

É tão difícil regressar de viagem,
e descobrir no rastro tanta ausência...
Mas os meus olhos, súbito, reagem.
À tua voz chega o silêncio e vence-a.

Nos pulsos vibra ainda o mesmo rio
que no delta dos dedos se extasia
e moroso reflui ao coração.

O gesto de acusar-te? Suspendi-o.
Mas foi só aguardando melhor dia
em que tenha lugar a execução.




(24/02/1927 - 16/06/1996

in, "Obra poética" a págs. 171/172
Editorial Presença





5 comentários:

  1. Poema lindissimo. Puro como cristal.
    Luminosos raios defendem as sílabas, na dança poética de uma mensagem!

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Comovo-me sempre com os poemas do David... Lindíssimo este.
    Uma boa semana, minha Amiga, com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
  3. Trazes-nos sempre belissimos poemas!
    Sempre tiveste muito bom gosto.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  4. Que surpresa tão agradável, um poema de David Mourão Ferreira.
    Tive o privilégio de ser sua aluna na Faculdade de Letras.
    Que saudades...

    Beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,