quarta-feira, novembro 23, 2005

Traço Fino



Um traço negro e fino abraçado pela emoção
mede o estado caótico da felicidade.


Ignoro ignoto calhau colocado no mar
para onde correm todos os meus rios
e de onde partem os sopros da vida.
Não atendo seus sussurros, seus desejos,
suas súplicas e bastos tons em pulsão transmitidos,
mas filtrados por cerebral entendimento.
Não sei, se me dispa de preconceitos,
se me abstenha de outros tempos,
não cavalgue o vento de freios aparelhados,
ou me abandone ao luar longo de uma noite quente…
Apetece dançar com as bruxas no círculo de fogo crepitando
em que o escorpião desiste e o frio não passa…
Aventura brilhante
emoldurada de cinzas negras ganhando asas
e escurecendo… os outros!
Um fado soando triste
e acordando reminiscências de ruas e becos inertes,
certezas e incertezas juncadas de flores
e caça e caçador unidos em preguiça…
Igual seria
sentar a sombra na borda de uma fresta
e escutar o guinchar da roda rodando,
roubando liquido vital da Terra lacerada numa veia…

Um traço negro e fino que não parte, mas apetece,
segurando os temas roucos de rostos doces e olhos doentes
e rugas rasgando de alto a baixo
juventude passada sem presente!
Não me quero enganar…
Vitrificada a pele em transparência,
colorida de cores que só a luz sabe compor,
num instante o estilhaçar:
de beleza incomum, mas danos irreparáveis!
Prefiro pendurar meu corpo num gancho
e deixá-lo algures, no caos,
nesse traço negro que não compomos, não sabemos,
apenas,
ao sabor da vida!



Poema de Nobody in Marginal

33 comentários:

  1. Sim, sou português, de Góis ( Coimbra) e os poemas são originais meus.
    Obrigado pelos "mimos".
    Abílio Bandeira Cardoso

    ResponderEliminar
  2. Olá Menina Poesia! bem-vinda ao belogue cívico. Em breve série de imagens lindas...

    ResponderEliminar
  3. Poema que trnsmite muito, de "forte" que é e bela a imagem que escolheste:) beijos

    ResponderEliminar
  4. Nobody tem a capacidade de dar melodia às palavras que escreve, ainda que as suas palavras revelem sempre uma grande tristeza. Já o sigo´há muito neste mundo e ele tem-me dado também o prazer de me acompanhar sempre.
    Nobody é uma referência na blogosfera e neste espaço fica lindamente.
    Parabéns e beijos aos dois :)

    Lina (mar revolto)

    ResponderEliminar
  5. Aproveito também para agradecer à Poesia Portuguesa o carinho demonstrado neste nosso primeiro ano, adoramos o brinde que nos fez.

    Outro beijo

    Lina

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia o autor, PP. Obrigado pela amostra. Vou tomar conhecimento mais aprofundado :-)
    Quanto ao pedido...já sabes que estás sempre à vontade :-)
    Beijinho grande

    ResponderEliminar
  7. " (...) Prefiro pendurar meu corpo num gancho
    e deixá-lo algures, no caos,(...)"
    A imagem e o poema são duas páginas do mesmo livro. Adorei e confesso que não conhecia.
    Beijo grande, volatrei...

    ResponderEliminar
  8. Cada vez mais um local de passagem obrigatória este blog. Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. Colectânea?
    Tenho de vir ver com mais tempo, que o lugar merece visita atenta...

    ResponderEliminar
  10. "Prefiro pendurar meu corpo num gancho/e deixá-lo algures, no caos"
    lindooooooooo
    gostei de ler
    jocas maradas

    ResponderEliminar
  11. Melancólico,pero un poema muy bonito. :)
    Gusté,siempre me gusta de venir aqui, hasta por tu musica
    besito

    ResponderEliminar
  12. Outra bela escolha da "Poesia Portuguesa" É um poema belíssimo.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. um belo poema. nada marginal. beijos

    ResponderEliminar
  14. Lugar que já está em minha agenda diária. Belíssimo poema, imagens fortes e densas. abraços.

    ResponderEliminar
  15. O poema é muito bonito;...mas, fiquei completamente fascinada com a imagem que escolheste, pois é simplesmente soberba.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Tens um bom vocabulário e gostei bastante da imagem-gostei de cá vir e gostei do teu comentário no meu cantinho.

    ResponderEliminar
  17. continuas a saber escolher bem as imagens e os poemas.

    parabéns!

    ResponderEliminar
  18. ... mais uma escrita que desconhecia. Um novo blog a conhecer.

    Dois beijos, gratíssimos.Boa noite.

    ResponderEliminar
  19. encanto-me cada vez que venho aqui
    saboreei cada verso, as tuas escolhas são uma maravilhas e a imagem excelente

    beijinhos

    lena

    ResponderEliminar
  20. Opss.. não conhecia!!! Terei que lá ir, parece-me uma escrita a rondar algo surreal... e isso eu gosto.
    Fica Bem
    Vagabundo

    ResponderEliminar
  21. Ao sabor da vida, visita o meu espaço, e chora! Ao sabor das letras contesta a revolta pelo desprezo... Que amanhã poderá ser um pouco melhor do que hoje.

    Um abraço enleado ao beijo

    ResponderEliminar
  22. Obrigado pela escolha. Sinto-me honrado por aqui estar representado.

    ResponderEliminar
  23. eu gosto de andar ao sabor da vida...

    ResponderEliminar
  24. Passei para reler algumas passagens que têm aquele je ne sais quoi que aqui me prendem.
    Bom fim de semana.
    Beijo

    ResponderEliminar
  25. Bic laranja...
    (como um dia alguem me chamou)
    Um traço teu e o meu
    encanto,todo meu apenas!
    O prazer será imenso,é maravilhoso o que me foi deixado por lá,
    obg eu por tão lindo convite.
    Meu Deus,o meu monte
    de letras,confusas e tortas,
    tão pouco faceis de se ver,e um convite para as deitar por cá...
    O meu maior SIM,no meio
    desta meu breve silêncio,
    no meio desta minha
    mão que pousa para descansar.
    È tarde,más horas minhas...
    mas o meu
    enorme abraço.

    ResponderEliminar
  26. Ola... to passando só pra deixar um oizinho basico mesmo, desculpa ser uma visitinha rapida, mas num queria deixar em branco tanto tempo sem visitar a galera né .. valeu mesmo por tudo ..

    ResponderEliminar
  27. Olá! Cheguei até aqui por indicação de um grande amigo português. Disse-me que depois de conhecer este sitio, não mais deixaria de visitá-lo... Concordo com ele!
    Parabéns pelo bom gosto de tudo.
    Bjinhos
    Ceiça
    http://violetwitch.weblogger.com.br

    ResponderEliminar
  28. Magnifico conjunto de poemas!... Prova-se assim que os blogues são um espaço de criatividade e revelação de muiros talentos!...

    Bem hajam...

    ResponderEliminar
  29. Continuas a escolher muito bem! Esse é um blog de visita quase obrigatória.
    Beijos

    ResponderEliminar
  30. Linda imagem e texto.
    Tenho que vir mais vezes.

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,