quarta-feira, agosto 21, 2013

A menina dos olhos cor de mar

Erica Dal Maso

Desenhas-te a menina dos olhos cor de mar.

Era assim que se chamava a tela
Talvez fosse mais correcto a menina dos cabelos de mar
Mas os cabelos não se querem azuis (ou verdes) e os olhos podem ser
apenas um erro de genética. 
A menina brinca com os olhos no VER, azul sem ser azul, apenas mar
e pinta cores, dança em palcos – vazios de VER e sentires,
mas onde o sorriso ainda se dilata para além do mar.

E, nós mudamos.

 Os caminhos entreolharam-se espantados sem saber os rumos,

e as rotas ficaram aquém no mapa dos sentidos desatentos.
A poesia é uma ilha pensava ela,
e ela nunca sente  sequer nostalgia,
apenas um espanto intraduzível em palavras.
Afinal
a paleta tem todas as cores, tem todos os azuis, tem todos os matizes,
mas,
está arrumada sem culpas, no fundo dum esboço que tu esqueceste,
esboço apenas,  mais nada relevante,
nem a poesia do teu desenho em que figurava a menina dos olhos cor de mar.

Ou tão somente EU


2013-08-19

12 comentários:

Jaime A. disse...

E nós vamos passando pelo Tempo, as paletas desenham-nos e à menina dos cabelos de mar...

Gostei muito.

© Piedade Araújo Sol disse...

obrigada à PP!

gostei de ver aqui a menina dos olhos cor de mar.

beijinho

:)

MARIUS disse...

Um excelente poema. Amei! A imagem é linda. Parabelizo pelo bonito post.
TKS MM por me dares a conhecer esta poeta
Bjokas

deep disse...

Uma bonita escolha!

Jaime A. disse...

A paleta tem todas as cores, e a poesia?

Joana disse...

Consegui me rever nesta poesia.
Amo vir aqui ler toda a poesia portuguesa e vou aprendendo o que é muito bacana pra mim.

Jinhos ternos

Joana

Joana disse...

Consegui me rever nesta poesia.
Amo vir aqui ler toda a poesia portuguesa e vou aprendendo o que é muito bacana pra mim.

Jinhos ternos

Joana

Ricardo Santos disse...

Gastei um tempo aqui lendo os poemas desse blog. Ao final, conclui que vós os portugueses são tomados pelo mar com ligação tal, que nos faz a todos querer navegá-los.

A.S. disse...

Muito lindoooo!...


Beijos!
AL

emilia silva disse...

Olá, boa tarde, vim por curiosidade visitar este adorável blogue, e tenho a dizer que não me arrependo de o fazer, pois sempre vale a pena ler esta poesia tão pura, tão pormenorizada.Segui o seu cantinho, e aproveito também para lhe propor uma visita ao meu blogue também de poesia.http://emilysilva2010.blogspot.pt/Espero que goste, e se quiser siga.Bjs, e um resto de uma boa tarde.

Anónimo disse...

Olá bom dia, não consigo enviar-lhe um e-mail.

Gostaria de fazer-lhe um convite para visitar a minha página de poesia, www.facebook.com/poemasepoetasdarua , Os poemas são de minha autoria e teria todo prazer caso estivesse interessado/a em partilhar algumas das minhas palavras.

Cordiais cumprimentos,

Edgar Sacadura - Poemas e poetas da rua

Artur Costa disse...

Desenhas-te?