quarta-feira, março 21, 2018

Não sei quantas almas tenho.

Neste Dia Mundial da Poesia, volto a abrir as portas deste Blogue.
Uma ausência de quase dois anos.
Causas?
Tantas!
Desde emocionais a pessoais em todas as minhas almas.
Quem me conhece pessoalmente (e já é tanta gente!) sabe do que falo.
Mas voltei. E, creio, para ficar.
Não sou de promessas fáceis como alguns políticos. 
Sou humana e, como tal, posso falhar.
Para já regresso com Fernando Pessoa e, quem sabe, todas as suas almas.
Agradeço, desde já, ao Blogue Do Tempo da Outra Senhora, do Hernâni Matos, cuja publicação me inspirou a voltar aqui.
Fernando Pessoa, Bernardo Soares, Ricardo Reis e Álvaro de Campos.
Caricatura de Rui Pimentel.



Não sei quantas almas tenho.
Cada momento mudei.
Continuamente me estranho.
Nunca me vi nem achei.
De tanto ser, só tenho alma.
Quem tem alma não tem calma.
Quem vê é só o que vê,
Quem sente não é quem é,

Atento ao que sou e vejo,
Torno-me eles e não eu.
Cada meu sonho ou desejo
É do que nasce e não meu.
Sou minha própria paisagem,
Assisto à minha passagem,
Diverso, móbil e só,
Não sei sentir-me onde estou.

Por isso, alheio, vou lendo
Como páginas, meu ser.
O que segue não prevendo,
O que passou a esquecer.
Noto à margem do que li
O que julguei que senti.
Releio e digo: “Fui eu?”
Deus sabe, porque o escreveu.

Fernando Pessoa in, Novas Poesias Inéditas, 
a págs. 680/681
Obras Completas, Vol. II

17 comentários:

  1. Parabelizo-te pela decisão de voltares ao PP. Este é um blog que é uma dádiva para muitos utilizadores pelo bom gosto das escolhas.
    Um abração deste lado do mar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço a presença e as palavras, meu amigo Marius.
      Um abraço

      Eliminar
  2. Também interrompi por um ano o meu e volto no mesmo tempo. Ainda bem que mantive o link do teu 😊

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom! Fico feliz por voltares.
      Beijinho e tudo de bom. ;)

      Eliminar
  3. Também interrompi por um ano o meu e volto no mesmo tempo. Ainda bem que mantive o link do teu 😊

    ResponderEliminar
  4. MM
    Bem voltada!
    E começu bem com o Fernando PEssoa.
    Beijinhos
    :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Pi.
      É sempre um prazer ler-te.
      Beijinho :)

      Eliminar
  5. Voltou, MM e com o "Fernando Pessoa, que AMO!

    Bem Vinda

    Abraços e Sorrisos ��

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada!
      Pena não conseguir entrar no seu blogue.
      Beijinho e tudo de bom ;)

      Eliminar
  6. Voltou, MM e com o "Fernando Pessoa, que AMO!

    Bem Vinda

    Abraços e Sorrisos ��

    ResponderEliminar
  7. E abre bem este "Poesia Portuguesa com Fernando Pessoa.
    Uma boa semana, MM.
    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, minha querida Amiga.
      Já era tempo de abrir as portas...:)
      Beijinho e boa semana poética.

      Eliminar
  8. Que o seu regresso seja duradouro. Fernando pessoa um fantástico poeta. Todos os seus poemas são deslumbrantes.
    .
    * Mulher: A essência sem raça nem cor. *
    .
    Desejando um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito agradecida.
      Um abraço e muita poesia.

      Eliminar
  9. O Pessoa desarruma-nos,
    não nos "quer" unidade.
    Só os mortos-vivos o são?

    Poesia Portuguesa é tema.
    Será gente? Certamente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "...
      Poesia Portuguesa é tema.
      Será gente? Certamente..."

      Certamente...

      Um abraço

      Eliminar
  10. Excelente! Poesia para mim é o melhor medicamento para a minha alma. Há mistérios nas palavras e o voo que elas nos proporcionam são simplesmente um alento interior.

    Beijinho

    Fanny Costa

    ResponderEliminar

Caros visitantes e comentadores:

Obrigada pela visita... é importante para cada um dos autores da poesia constante deste blogue que possas levar um pouco deles e deixar um pouco de ti… e nada melhor que as tuas palavras para que eles possam reflectir no significado que as suas palavras deixaram em ti.

E porque esta é uma página que se pretende que seja de Ti para TODOS e vice-versa, não serão permitidos comentários insidiosos ou pouco respeitadores daquilo que aqui se escreve.

Cada um tem direito ao respeito e à dignidade que as suas palavras merecem. Goste-se ou não se goste, o autor tem direito ao respeito da partilha que oferece.

Todos os comentários usurpadores da dignidade dos seus autores são de imediato apagados.

Não são permitidos comentários anónimos.
Cumprimentos,